Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Button, Alonso e Webber lutam pelo vice no Brasil; Massa mira pódio

São Paulo, 24 nov (EFE).- Com o título garantido pelo alemão Sebastian Vettel há um mês e meio, no Japão, o grande atrativo do Grande Prêmio do Brasil, que neste fim de semana encerrará a temporada 2011 será a disputa pelo vice-campeonato, que envolverá o inglês Jenson Button (McLaren), o espanhol Fernando Alonso (Ferrari) e o australiano Mark Webber (Red Bull).

Mesmo longe dessa disputa, quem também merecerá atenção é o brasileiro Felipe Massa, que pode entrar para história da Ferrari pela porta dos fundos. Se não alcançar uma das três primeiras posições da corrida, ele se tornará o primeiro piloto a não conseguir subir no pódio durante toda uma temporada desde 1992. O último a conseguir o ‘feito’ foi o italiano Ivan Capelli.

Na briga pelo segundo lugar do Mundial de Pilotos, Button está na frente, com 255 pontos e precisa apenas chegar entre os três primeiros para ficar com o vice.

Com dez pontos a menos que o inglês, Alonso precisará vencer e torcer para que o piloto da McLaren não suba ao pódio. Já Webber, que soma 233 pontos, terá que terminar em primeiro, e torcer para Button não ser um dos nove primeiros e para que o espanhol não complete a prova como um dos quatro melhores.

O circuito de Interlagos traz boas lembranças para os três concorrentes. Alonso nunca venceu a corrida, mas se sagrou bicampeão mundial em São Paulo, com um terceiro lugar na corrida de 2005 e um segundo no ano seguinte.

Button, por sua vez, foi campeão apenas uma vez na carreira, em 2009. A conquista foi confirmada com a quinta colocação no GP do Brasil, vencido justamente por Webber.

Com 119 pontos a mais que o segundo colocado no campeonato, Vettel, atual bicampeão mundial, venceu 11 das 18 provas disputadas em 2011. Se tivesse sido o primeiro em outras duas, teria igualado o recorde do alemão Michael Schumacher, obtido em 2004, mas um pneu furado logo na primeira volta do GP de Abu Dhabi, há duas semanas, tirou suas chances.

Contudo, o piloto de 24 anos tem ainda uma marcar a bater: se for o primeiro colocado do treino oficial, no sábado, baterá o recorde de 14 pole positions marcado pelo inglês Nigel Mansell em 1992, o qual o alemão já igualou nos Emirados Árabes.

Quanto aos pilotos da casa, Massa é o único garantido no circuito em 2012, mas precisa voltar a mostrar sua força. A melhor posição alcançada pelo piloto da Ferrari em 2011 foi o quinto lugar, repetido cinco vezes: Malásia, Europa, Inglaterra, Alemanha e Abu Dhabi.

Rubens Barrichello (Williams) e Bruno Senna (Renault) obtiveram uma nona colocação, em Mônaco e na Itália, respectivamente, e almejam voltar a ocupar os dez primeiros lugares. Ambos ainda não têm vaga assegurada na próxima temporada e têm uma boa oportunidade para mostrar que podem fazer parte do grid em 2012.

Rubinho evita falar em prova de despedida no domingo e vem dizendo que segue motivado para continuar na principal categoria, mas que não vai ‘implorar para correr’. EFE