Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil perde da Argentina em jogaço: 4 x 3

Equipe brasileira chegou a estar duas vezes à frente no placar, mas não conseguiu segurar Messi, que marcou três vezes

A jovem seleção brasileira, com base formada por atletas que vão disputar os Jogos Olímpicos, perdeu para a Argentina em um amistoso nesse domingo, em Nova Jersey, Estados Unidos. A derrota foi comandada por Messi, eleito o melhor jogador do mundo. O time comandado por Mano Menezes perdeu por 4 a 3, três gols do irriquieto meia. Apesar da derrota, foi o melhor jogo da seleção na excursão por terras americanas. Com bastante determinação, o time brasileiro não se acovardou diante dos experientes titulares da Argentina, com estrelas como Di Maria, Mascherano, Iguain e o próprio Messi.

Foi a última partida da seleção nos Estados Unidos. A viagem terminou com duas vitórias (contra a Dinamarca por 3 a 1 e 4 a 1 sobre os Estados Unidos) e duas derrotas (o outro resultado negativo foi para o México por 2 a 0)

A emocionante partida teve três viradas, duas argentinas e uma brasileira. O Brasil dominou os primeiros 10 minutos marcando a saída de bola argentina. O time de Messi observou o jogo verde-amarelo sem marcar sobre pressão, dando espaços para o toque de bola. O primeiro gol veio aos 23 minutos: Neymar cobrou falta pela direita em direção à área. A bola veio por baixo e encontrou Rômulo sozinho, que enganou a linha de impedimento argentina. O jogador girou e chutou forte à queima-roupa, no canto direito do goleiro.

Vira-vira – Empolgado com o ataque, o Brasil se esqueceu da defesa. Sete minutos mais tarde, o meia Sandro perdeu a bola no meio de campo. Uma enfiada de bola para Messi igualou o placar em Nova Jersey. Foram precisos dois toques do craque argentinho, um para dominar a bola e outro para colocá-la no canto direito do gol brasileiro,

Messi pareceu enfeitiçar a defesa brasileira. Quatro minutos, ele deu outra prova de sua habilidade. Ao receber passe de Di Maria, o artilheiro do Barcelona tirou o goleiro Rafael com um corte rápido para a esquerda e chutou ligeiro para o gol. A bola seguiu até a rede completamente livre. Virada argentina.

A seleção brasileira parece ter retomado o controle na volta do intervalo. Aos 5 do segundo tempo, Hulk entrou driblando pelo lado esquerdo e chutou forte, mas a bola passou por cima do gol. Aos dez, veio o empate: Oscar tabelou com Leandro Damião na entrada da área argentina e chutou forte no canto esquerdo.

A partir daí a partida esquentou com ataques de ambas as equipes. Aos 27 minutos, Neymar cobrou escanteio pela direita. O goleiro argentino saiu mal e não conseguiu segurar a bola. Antes de ela cair no chão, Hulk não desperdiçou. Chutou forte com a perna boa, a esquerda, e a bola entrou no lado direito. Virada brasileira.

Matador – A alegria durou muito pouco. Dois minutos depois, após escanteio, a Argentina marcou mais uma vez com Fernandes, de cabeça no canto esquerdo, o sexto gol da partida. Tudo igual novamente.

Aos 38 minutos, inspirado, Lionel Messi definiu a partida. O meia carregou a bola do meio de campo até a entrada da área brasileira e chutou por cima de Rafael, no canto direito e no ângulo, sem chances para o goleiro brasileiro. Três gols do matador argentino. Com a marca, Messi, que há muito tempo não atua tão bem pela Argentina, está a apenas 8 gols de Maradona em número de gols marcados pela seleção.

Confusão – Já nos acréscimos do segundo tempo, Lavezzi derrubou Marcelo, que caiu dando um soco no rosto do jogador argentino. Lavezzi puxou o cabelo do jogador brasileiro e uma confusão tomou conta do campo. Os dois jogadores foram expulsos.