Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Somos Tão Jovens’: 470 000 espectadores na estreia

Cinebiografia de Renato Russo se tornou a sexta melhor estreia da 'retomada'

A mística de Renato Russo continua densa. Somos Tão Jovens, longa que narra os primeiros anos de carreira do líder da Legião Urbana, se tornou neste fim de semana a melhor estreia nacional do ano e a sexta da chamada retomada — a atual fase do cinema brasileiro, iniciada com Carlota Joaquina, em 1994. Entre sexta e domingo, o filme levou 470.000 aos cinemas.

ENTREVISTA: ‘Coragem de Renato Russo faz falta’, diz ator de ‘Somos Tão Jovens’

Somos Tão Jovens fica atrás, no ranking de estreias da retomada, de Tropa de Elite 2 (1,3 milhão de espectadores no primeiro fim de semana), Chico Xavier (585 000), De Pernas para o Ar 2 (561 000), Se Eu Fosse Você 2 (560 000) e Nosso Lar (541.800). Em sétimo lugar, vem Carandiru (468 000), seguido por Cilada.com (440 000), Os Normais (421 000) e Bruna Surfistinha (400 000).

MAIS: Divulgado trailer de ‘Faroeste Caboclo’, filme inspirado em canção do Legião Urbana

Dirigido por Antonio Carlos da Fontoura e estrelado por Thiago Mendonça, Somos Tão Jovens foca os anos de formação de Renato Russo, a sua juventude em Brasília, na década de 1970, quando formou a banda Aborto Elétrico junto com os irmãos Flávio Lemos e Fê Lemos e o sul-africano André Pretorius. O grupo durou apenas quatro anos, de 1978 a 1982, por causa das brigas frequentes entre Russo e Fê Lemos, bem retratadas no filme. A história se encerra quando Russo forma a Legião Urbana ao lado de Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, enquanto os irmãos Lemos integram o Capital Inicial ao lado de Dinho Ouro Preto. O longa passa ao largo da questão da homossexualidade de Russo.