Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Poderosa, Adele esnoba cobiçado Superbowl: Nada a ver com música

'Esse espetáculo não tem muito a ver com a música. E eu não sei dançar', disse, em vídeo publicado no YouTube

A cantora britânica Adele rejeitou a possibilidade de atuar no intervalo do próximo Superbowl, a final da liga de futebol americano, evento esportivo de maior audiência dos Estados Unidos. Em show realizado no sábado, Adele, de 28 anos, revelou que os organizadores perguntaram se ela gostaria de cantar no intervalo da partida, mas ela disse não.

LEIA TAMBÉM:
A conta engorda e ela emagrece: o antes e depois de Adele
Adele beija fã na boca por acidente em show

“Primeiro de tudo, não vou atuar no Superbowl”, disse com contundência a cantora londrina sobre o palco, em uma filmagem que um usuário postou no YouTube. “Além disso, esse espetáculo não tem muito a ver com a música. E eu não sei dançar. Foram muito simpáticos quando me perguntaram, mas disse que não. Sinto muito. Talvez da próxima vez, depois do meu próximo disco, que será de música dance. Talvez.”

A NFL e Pepsi, seu patrocinador principal, negaram através de um comunicado ter entrado em contato com a cantora para fazer a oferta. “A NFL e a Pepsi são grandes admiradores de Adele. Falamos com vários artistas sobre o espetáculo do Superbowl; no entanto, neste momento não fizemos nenhuma oferta formal a Adele ou a qualquer outra pessoa”, diz a nota. “Estamos centrados em fazer o melhor espetáculo possível e anunciaremos tudo em seu devido tempo.”

O grupo britânico Coldplay e os cantores americanos Beyoncé e Bruno Mars foram os encarregados de se apresentar no meio tempo do Superbowl deste ano, no Levi’s Stadium de Santa Clara (Califórnia).

(Com agência EFE)