Clique e assine com 88% de desconto

O homem que fatura alto vendendo a crianças o sonho da fama

Marcelo Germano, o 'Tio Marcelo', lucra com os pais que, na esperança – quase sempre frustrada – de verem os filhos ficarem famosos, vendem até rifa

Por João Batista Jr. - Atualizado em 10 dez 2018, 09h20 - Publicado em 5 maio 2018, 11h16

Quando Marcelo Germano, um paranaense de 45 anos e com muitos cálculos na cabeça, sobe ao palco do seu evento, os 3.000 adolescentes e crianças da plateia o recebem aos gritos de “Tio Marcelo, Tio Marcelo, Tio Marcelo”. Ele é o vendedor de um sonho. A plateia é, inteirinha, candidata a realizar o sonho da fama. Fama como modelo, youtuber, bailarino, ator, cantor, qualquer coisa que dê aos jovens o status de celebridade midiática. E Marcelo Germano sobe ao palco ao lado do seu principal — na verdade, único relevante — trunfo em mais de duas décadas como caçador de futuros famosos: Larissa Manoela, o talento mirim, hoje com 17 anos, que foi descoberto por “Tio Marcelo” e virou estrela do SBT. Todos ali querem ser uma versão de Larissa Manoela.

Há duas semanas, VEJA acompanhou o evento batizado de “O encontro”, num centro de convenções de 11.000 metros quadrados em Curitiba. Ali, os candidatos à fama fazem testes, recebem dicas e frequentam aulas de passarela, de voz, de atuação, ministradas por 450 profissionais. Para chegarem a “O encontro”, eles foram pré-selecionados, mas sem muito rigor. A nota de corte é baixíssima. Os pais, muitas vezes sem dinheiro, precisam vender a rifa de um carro para arcar com as despesas.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Publicidade

Ou adquira a edição desta semana, a partir desta sexta-feira, 4 de maio de 2018, para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

 

Publicidade