Clique e assine a partir de 9,90/mês

O Barba Hamburgueria é a campeã da categoria em Curitiba

Reduto de roqueiros e fãs de cerveja artesanal, a casa surpreende pela oferta tanto de sanduíches tradicionais como de vegetarianos

Por Daniel Salles, Beatriz Malheiros, Gislaine Bueno, Josi Basso, Mara Andrich, Otavio Corsini, Rosângela Oliveira e Vinicius Tamamoto - Atualizado em 22 out 2017, 10h48 - Publicado em 21 out 2017, 04h00

Quando abriu a hamburgueria, a empresária Marina Nogueira Ramos, uma carioca que já perdeu a conta de quantas tatuagens fez, tinha a convicção de que se manteria vegetariana. Isso explica os discos sem carne ofertados no cardápio. Eles são preparados com grão-de-bico ou com beterraba e feijão, atendem também os veganos e servem de alternativa às versões de contrafilé bovino, bacalhau ou calabresa e bacon. A clientela pode optar por qualquer um deles ao pedir lanches como o caolhão do gancho loko, com maionese, pesto de rúcula, tomate e queijo mussarela. A sugestão sai por R$ 23,00 e, por mais R$ 4,00, chega com batata frita. Para quem não come nada de origem animal, o combo loco reúne maionese, queijo e linguiça veganos, molho barbecue e cebola crispy (R$ 28,00). Mas quem disse que a dona se manteve longe das opções carnívoras? “Em poucos anos voltei atrás”, conta ela, que vive em Curitiba há quase duas décadas. Ainda que tenha como especialidade os hambúrgueres, sua lanchonete não deve nada a um pub de respeito. Com iluminação baixa e decoração quase delirante, com direito a cabeças de zumbis dependuradas no balcão e uma estante atulhada de bonecos paramentados como se fossem piratas, o endereço promove happy hours disputadas. A animação é movida principalmente a chope pilsen da cervejaria artesanal Gauden, de Santa Felicidade (R$ 12,00, 500 mililitros). Para quem busca mais sossego, uma dica: foi reaberta em setembro a unidade apelidada de barbinha, na mesma rua, que ficou fechada por três anos e é bem mais intimista. Avenida Vicente Machado, 642, centro, (41) 3322-7506 (100 lugares). 18h30/1h30 (ter. e dom. até 0h; fecha seg.). Avenida Vicente Machado, 578, (41)3016-9069 (80 lugares). 18h30/1h30 (ter. até 0h; fecha dom. e seg.). Aberto em 2010.

2º lugar: Whatafuck Hamburgueria

Instalada num imóvel acanhado no qual mal cabem três mesas, vive apinhado de gente. Dos cinco lanches listados no cardápio, o mais recente combina costela moída, tomate, cebola-roxa, mussarela e maionese caseira (R$ 15,00). Para acompanhamento, há meia dúzia de chopes, entre eles weiss da Gauden (R$ 10,00). Avenida Vicente Machado, 845, centro (10 lugares). 18h/0h30 (qua. a sáb. até 2h; fecha seg.); Rua Coronel Dulcídio, 775, Batel (4 lugares). 17h30/0h (qua. a sáb. até 1h30; fecha seg.) Aberto em 2015.

 

Continua após a publicidade

3º lugar: Madero Burger & Grill

Campeão de audiência, o cheeseburger tem no recheio do pão crocante um hambúrguer de 180 gramas de carne bovina, cebola grelhada, alface, tomate, cheddar e maionese artesanal (R$ 35,00). A montagem feita na hamburgueria é guarnecida de batata frita. O cardápio é similar na unidade Madero Container, localizada no JK Mall. Rua Comendador Araújo, 152, centro, (41) 3092-0021 (212 lugares). 11h45/14h30 e 18h/23h (sex. 11h45/14h30 e 18h/0h; sáb. sem intervalo até 0h; dom. e feriados sem intervalo até 23h). Mais cinco endereços. Aberto em 2011.

Publicidade