Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Morre Tommy Ramone, baterista original dos Ramones

O músico, que recebia tratamento contra câncer nas vias biliares, morreu em sua casa, em Nova York, nesta sexta-feira

Por Da Redação - 12 jul 2014, 10h01

Morreu na noite desta sexta-feira o baterista e produtor musical Tommy Ramone, o último da formação original da banda de punk Ramones que ainda estava vivo. Ele faleceu em sua casa, em sua casa, em Nova York. Segundo a revista Variety, Tommy recebia tratamento contra câncer nas vias biliares. “Nós estamos tristes de anunciar a morte do baterista original dos Ramones, Tommy (Erdelyi) Ramone”, anunciou a conta oficial do grupo no Twitter.

Nascido Erdelyi Tamas em Budapeste, na Hungria, ele adotou o nome Tommy Ramone quando formou a banda ao lado de Joey, Dee Dee e Johnny, em 1974. Tommy tocou nos três primeiros álbuns dos Ramones, considerados clássicos: Ramones (1976), que incluía o primeiro hit do grupo, Blitzkrieg Bop, Leave Home e Rocket to Russia (ambos de 1977). Em 1978, Tommy transferiu as baquetas a Marky Ramone, em 1978, mas permaneceu como coprodutor e conselheiro da banda até 1984.

O Ramones chegou ao fim em 1996. O vocalista Joey Ramone morreu em 2001, o baixista Dee Dee Ramone faleceu em 2002 e o guitarrista Johnny Ramone morreu em 2004. A banda, considerada uma das primeiras a surgir do cenário punk nova-iorquino da década de 1970, trouxe uma batida enérgica ao rock, dando novos ares ao gênero. O grupo entrou em 2002 para o Rock and Roll Hall of Fame, que reúne os ícones do estilo musical.

“Os Ramones revitalizaram o rock and roll em um de seus momentos de baixa, com a infusão da energia punk, atitude ousada e um som novo, barulhento”, afirma a biografia da banda no Rock and Roll Hall of Fame. “Quando o primeiro álbum foi lançado, a cena do rock em geral havia se transformado em algo vaidoso e narcisístico. Os Ramones voltaram ao básico: simplicidade, velocidade, canções de rock and roll despojadas.”

Publicidade

Leia também:

Dez momentos que mudaram os rumos do rock

(Com agência France-Presse)

Publicidade