Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Miley Cyrus: ‘Só não faço sexo com animais’

Cantora, porém, jura respeitar as leis: nada de pegar meninos ou meninas menores de idade nem fazer nada sem consentimento. Ah, tá

Por Da Redação - 10 jun 2015, 18h35

Miley Cyrus está aí para o que der e vier. Em entrevista à edição de junho da revista Paper, em que aparece na capa nua, suja de tinta e abraçada a seu porco de estimação, a cantora afirmou que só não faz sexo, mesmo, com animais. “Estou aberta a qualquer coisa que seja consensual, que não envolva animais e que seja com pessoas maiores de idade. Topo qualquer coisa que seja legal”, disse.

Leia também:

Nua e suja de tinta, Miley Cyrus abraça porco em revista

Miley Cyrus sai do armário: ‘Gosto de meninos e meninas’

Publicidade

Miley Cyrus lança campanha por gays e sem-teto no Facebook

Miley se diz disposta a amar qualquer pessoa, independente do sexo. “Aceito qualquer adulto – qualquer um que tenha mais de 18 anos e que possa me amar”, afirmou. A cantora conta também que revelou sua orientação sexual à sua mãe aos 14 anos. “Eu lembro de ter dito a ela que eu admirava mulheres de um jeito diferente. Ela perguntou o que isso significava. E eu disse que eu as amava. Amava como eu amava homens.”

A aceitação não foi fácil, a princípio. “Foi muito difícil para ela entender. Ela não queria que eu fosse julgada e ela não queria que eu fosse para o inferno. Mas ela acredita em mim mais do que acredita em qualquer deus. Eu pedi a ela que me aceitasse. E ela me aceitou”, disse.

Recentemente, Miley criou a The Happy Hippie Foundation, organização que ajuda jovens sem-teto e da comunidade LGBT, além de outros grupos vulneráveis.

Publicidade

(Da redação)

Publicidade