Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Miley Cyrus é cortada da capa da Vogue após escândalos

Segundo fontes do jornal britânico 'Daily Mail', a editora-chefe da revista de moda, Anna Wintour, repudiou a atitude da cantora durante a cerimônia do VMA

A cantora Miley Cyrus foi cortada da edição de dezembro da revista de moda americana Vogue, da qual seria capa. Tudo por causa da sua controversa apresentação na cerimônia do Video Music Awards (VMA), quando ela ‘sensualizou’ com o “twerk” (rebolado sensual) ao apresentar a canção Blurred Lines ao lado do cantor Robin Thicke.

De acordo com uma fonte próxima ao jornal britânico Daily Mail, a editora-chefe da revista, Anna Wintour, teria repudiado a atitude da cantora, que já havia até feito fotos para a publicação, e não hesitou em excluí-la da edição que encerra o ano. “Anna achou tudo muito desagradável, disse.

LEIA TAMBÉM:

Novo CD de Miley terá participação de Britney Spears

Miley Cyrus diz que queria ‘fazer história’ no VMA

Boa notícia — Longe de ser uma unanimidade entre público e crítica, a cantora de 20 anos tem as suas razões para comemorar. Na última segunda-feira, o clipe de seu novo single, Wrecking Ball, que integra o CD Bangerz, previsto para outubro, quebrou o recorde de visualizações do canal de vídeos Vevo. Com 12,3 milhões de acessos em apenas 13 horas, o clipe superou a marca da boyband britânica One Direction, que conseguiu 10,9 milhões de cliques em um dia, com o lançamento do clipe Best Song Ever, em julho.

No meio da tarde desta terça, pouco mais de 24 horas depois de ir ao ar, Wrecking Ball acumulava 14,7 milhões de vizualizações. “Nós batemos o recorde, alcançamos 12,3 milhões no Vevo. Continuem assistindo. Obrigada, Smilers”, agradeceu a cantora pelo Twitter as fãs, a quem chama de “sorridentes”.