Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marca anuncia que não vai mais trabalhar com modelos brancas

'Embora regra seja excludente à primeira vista, é pró-inclusão. Queremos alcançar pessoas que não são representadas na indústria', diz criador da grife

A MOGA, marca australiana especializada em lenços de cabeça e xales, já é conhecida em seu país como uma grife comprometida com questões sociais — tanto que um dos seus itens mais vendidos é um tecido com as cores da bandeira do arco-íris, feito em comemoração da legalização do casamento homoafetivo na Austrália.

Agora, a empresa tomou uma decisão impactante: ela não vai mais contratar modelos brancas para as suas campanhas. “Fiz esta regra para ser o ponto inicial de um debate que acho muito importante: a raça e a sua representação na indústria da moda”, explicou Azahn Munas, fundador da marca, para a revista Teen Vogue.

“Quero explorar a noção do ‘poder branco’ na moda e porque tantas pessoas estão perpetuando esse conceito — conscientemente ou não. Embora ela seja excludente à primeira vista, é em nome da inclusão. Queremos alcançar pessoas que não são representadas na indústria.”

A nova regra foi divulgada durante uma ação da MOGA que procura modelos para o próximo ano. Podem participar mulheres de todo o mundo, com ou sem experiência prévia, de todos os tipos de corpos e raças — exceto brancas caucasianas. “Desculpa, meninas, achamos vocês absolutamente lindas, mas, infelizmente, essa não é para vocês”, diz o texto.

Para explicar melhor o posicionamento, a marca publicou um vídeo, feito com bonecas em stop motion — veja abaixo, em inglês e sem legendas. “É importante falar sobre assuntos a respeito dos quais não estamos confortáveis, e raça é uma delas. E quanto mais falamos desses assuntos como sociedade, mais perto chegamos de entender a complexidade deles e avançar para nos tornarmos mais respeitosos e inclusivos.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. rodfloripa10

    O Brasil é um país extremamente racista. 50% da população do país é negra, mas quando você assiste tv parece que está na Noruega.Sonho com o dia em que o racismo no Brasil acabar,mas acho que estamos muito longe deste dia.

    Curtir

  2. Nossa, imagina se falam que não vai ter mais negra?!

    Curtir

  3. Vai ser bizarro, mas… Qualquer dia as pessoas de pele branca estarão pleiteando mais sua participação em novelas, polícias civil e militar, cotas em universidades e serviço público etc.. Será o re verso da medalha. Está na hora de acabarmos com essa ignomínia racial. Somos todos seres humanos e o sangue que corre em nossas veias é vermelho.

    Curtir

  4. Jorge Luiz Machado

    Isto é o fim do mundo. Agora marca quer só modelos negros. Como ficam os brancos? Tem que começar a enquadrar esses racistas, tanto brancos quanto negros

    Curtir