Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Longa ’50 Tons de Cinza’ pode ter pegada mais romântica

A mudança na data da estreia do filme Cinquenta Tons de Cinza, que passou de agosto de 2014 para 13 de fevereiro de 2015, véspera do Dia dos Namorados nos Estados Unidos – o Valentine’s Day – pode indicar que o longa será romântico. É o que aponta a análise de um especialista ouvido pelo site da revista americana The Hollywood Reporter.

Pressão e fama repentina levaram ator a deixar ’50 Tons’

​Mais dois atores fazem teste para ’50 Tons de Cinza’

É possível que a história de Christian Grey e a heroína virginal Anastasia Steele, se já não passa de um pornô-soft nos livros, no cinema fique ainda mais light — e meiga. “Vão transformá-lo em um filme para casais”, disse o especialista em cinema do site americano Box Office, Phill Contrino. “Eu não sei se os homens realmente querem assistir a Cinquenta Tons de Cinza, mas, se eles cederem aos pedidos das namoradas, as bilheterias vão explodir”, completou.

Roteirista indicado ao Oscar é escalado para ’50 Tons’

Britney Spears e Oliver Stone sugerem galãs para ’50 Tons’

O atraso na estreia é ainda maior do que o atraso nas gravações, que passaram de novembro para dezembro de 2013 devido à desistência do ator Charlie Hunnam, substituído por Jamie Dornan no papel do galã sadomasoquista Christian Grey.

A primeira data imaginada, em agosto de 2014, seria em teoria uma escolha óbvia para a estreia, pelo histórico do mês: longas direcionados ao público feminino, como Sex and The City (2008) e Magic Mike (2012), chegaram aos cinemas entre julho e setembro. No entanto, representantes do estúdio Universal acreditam que as mulheres, principal público-alvo do filme, já que principal parcela entre os leitores, estariam mais disponíveis em fevereiro do que em agosto, época em que muitas se ocupam com viagens de família e o início das aulas.

Além disso, com a Copa do Mundo no ano que vem, muitas estreias serão adiadas para o final de julho e início de agosto, acirrando a competição nas bilheterias.