Clique e assine a partir de 9,90/mês

Kiara Rocks é um dos piores momentos do Rock In Rio

Banda paulista se garantiu tocando covers para não passar (mais) vergonha

Por Yuri de Castro, do Rio de Janeiro - 22 set 2013, 22h54

No dia em que sobem ao Palco Mundo Slayer e Iron Maiden, fica difícil entender a escolha da banda Kiara Rocks para abrir os trabalhos no último dia de Rock in Rio 2013. A discrepância é gritante: foi tudo ruim, do nome ao chapéu do vocalista.

Para além das aparências, outros fatores contribuíram para um dos piores shows do festival. A dicção de Cadu Pelegrini – seja para falar em um português bizarramente afetado por algum sotaque inglês, ou para cantar – é um exemplo.

A banda ainda fez o pior cover em muito tempo de Highway To Hell. Para piorar, no meio disso tudo, Paul Di’Anno, o primeiro vocalista do Iron Maiden, e Marcão, guitarrista do Charlie Brown Jr., completaram o desastre disfarçado.

Leia: Ex-guitarrista do Charlie Brown Jr. toca pela 1ª vez desde a morte de Champignon

Continua após a publicidade

O clima festivo-metaleiro impediu maiores observações clínicas por parte dos entusiastas presentes. Espertamente, e a cada segundo possível, a Kiara Rocks jogava algum clichê para a galera, coisas como “Up The Irons”, “Are you ready for Slayer?”. Constrangedor.

Não fosse suficiente, uma das canções da banda resumia toda a situação: “E cada vez pior/ Eu não sei se consigo aguentar”. Quando uma banda dita de metal é pior do que o Linkin Park, é melhor os integrantes procurarem a central de empregos.

Leia também:

Slayer homenageia guitarrista morto

Continua após a publicidade

‘Zépultura’ domina o Palco Sunset

Publicidade