Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ator de ’50 Tons de Cinza’ diz que filme não é sexista

Jamie Dornan defendeu a trama erótica e afirmou que o romance é a parte mais importante do roteiro

Jamie Dornan, protagonista de Cinquenta Tons de Cinza, defendeu o filme das críticas que o tratam como uma produção sexista. Na história, baseada na trilogia erótica escrita por E.L. James, o personagem principal mantém uma relação sadomasoquista com a parceira, uma jovem, até então virgem, que se rende aos desejos do namorado rico. Em entrevista à revista britânica Elle UK, o ator diz que o longa, na verdade, é uma história de amor.

“O romance é mais importante que o sadomasoquismo no roteiro. Vamos narrar uma história de amor e não dá para ficar só no que acontece no quarto. Tem muito mais ao redor”, diz.

Leia também:

‘Cinquenta Tons de Cinza’ vai estrear no Festival de Berlim

’50 Tons de Cinza’ tem o trailer mais visto de 2014

Temperatura sobe em novo trailer de ’50 Tons de Cinza’

“Eu entendo por que as pessoas enxergam que amarrar uma mulher é misógino. Mas, na verdade, os homens costumam ser mais submissos que as mulheres nos relacionamentos. E muitos homens poderosos. O cenário é bem maior do que eu imaginava. Praticamente em todas as cidades do mundo você encontra pessoas que querem ‘apanhar’ com um chicote”, diz o ator que visitou clubes sadomasoquistas durante a pesquisa para o papel

Na trama, Christian Grey (Dornan) é um empresário bem-sucedido que apresenta à sua nova e ingênua namorada Anastasia Steel (Dakota Johnson) seu gosto pelo sadomasoquismo. Dirigido por Sam Taylor-Johnson, o filme será lançada em 12 de fevereiro.