Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apresentadora chama DJ do Lolla de ‘machista e babaca’ ao vivo

Titi Müller criticou o músico Borgore durante transmissão do festival pelo canal pago BIS

Titi Müller chamou a atenção durante a transmissão ao vivo do Lollapalooza 2017 no canal pago BIS, neste domingo, ao criticar o DJ israelense Borgore, que se apresentava no festival, que aconteceu no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. A apresentadora começou o anúncio dizendo que ele era um dos artistas mais polêmicos do evento. “Na medida que ele foi ganhando visibilidade, as letras compostas por ele, extremamente machistas, misóginas, babacas mesmo, foram ganhando visibilidade”, disse.

Titi usou como exemplo o verso de uma música de Borgore, que diz “aja como uma vadia, mas antes lave a louça”, e acrescentou: “Não sei como interpretar isso. Ele falou que isso é só um personagem. Querido, na próxima encarnação invente um personagem melhor.”

Nada contente com a transmissão do show do israelense, a apresentadora aproveitou para alfinetar o próprio canal. “Eu gostaria de falar machistas não passarão neste canal, mas vai passar. Vai que é tua, Borgore”, disse com uma expressão claramente contrariada e irritada.

Em seguida, foi exibida uma breve aparição do DJ, mas que logo foi cortada e a apresentadora voltou ao ar. “Opa, cortou, não vamos mais passar Borgore, tadinho, querido”, ironizou. Titi avisou que o show estaria disponível na íntegra pelo site do Multishow, “sendo machista ou não.” 

Mesmo com o corte do artista da programação, Titi fez questão de explicar o seu raciocínio para os telespectadores. “Estávamos falando sobre esse papel, um personagem, que Borgore supostamente inventou de um babaca machista, que faz letras horrorosas, e os amigos dele falam que ele é um super fofo na vida real. Acho engraçado, porque justamente o que a gente vê por aí é o contrario, são pessoas que são abusivas, que fazem o papel de legal”, concluiu.

Confira o desabafo ao vivo da apresentadora no vídeo abaixo:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ainda bem que a internet vai acabar com o emprego de toda essa gentinha, TV é comunicação coercitiva, internet é liberdade.

    Curtir

  2. Marco Alves Monteiro

    As feminazis pira. Vai acostumando Titi que pra cada patada que vocês derem vocês receberão 50 voadoras como resposta. Acabou o reinado do politicamente-“correto”. R.I.P.

    Curtir

  3. Cyrano Miname

    Como comentou o Miltinho Sales: Eu pegava… Mas eu mandava lavar a louça antes…

    Curtir

  4. Mauricio Reppetto

    “…são pessoas que são abusivas, que fazem o papel de legal…” Autodefinição da apresentadora.

    Curtir

  5. Pena que o machismo do ”funk” carioca que é muito pior e apoiado pela tv globo não entra nas críticas dela, ao contrário, pelo ”funk” carioca o feminismo dela desce até o chão.

    Curtir