Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘A Fazenda 3’ erra na edição e perde seu personagem mais promissor: o furacão Monique Evans

Com barracos e crises de autocomiseração, apresentadora roubou a cena em pouco mais de uma semana

Foi rápida e avassaladora a passagem da apresentadora Monique Evans pelo reality show A Fazenda, da TV Record. Em pouco mais de uma semana, Monique protagonizou barracos inflamados, chorou (e como chorou) e morreu de pena de si mesma, em crises de autocomiseração que, se pretendiam conquistar a simpatia do público, foram um tiro pela culatra. Com 56% dos votos, a apresentadora foi eliminada na última quinta-feira da disputa pelo prêmio de 2 milhões de reais, no primeiro paredão do reality show rural. Para além de um erro de dosagem da intensa Monique, porém, sua eliminação parece resultado da edição capenga do programa, que, em vez de criar tramas e personagens, como faz habilmente o Big Brother Brasil, da Globo, com seus clipes ágeis e suas novelinhas (confira vídeo abaixo), se perde em um conjunto caótico de cenas mal amarradas. E perde um furacão capaz de movimentar o jogo e a audiência.

Com seu comportamento bipolar, Monique Evans havia se tornado o centro de boa parte dos conflitos do programa. E conflitos são o motor de um reality show. É graças a eles, e a um elenco bem montado, feito de quase-famosos selecionados a dedo, que A Fazenda 3 tem conquistado bons índices de audiência. Logo na estreia, o programa bateu a Globo, que promovia um debate entre candidatos a governador, por 21 pontos a 19, em São Paulo. Nesta semana, passou a líder no ibope por duas vezes. Na terça, dia de formação da Roça, nome que o paredão recebe no programa da Record, chegou a emplacar 18 a 11. Na quinta, dia da eliminação de Monique, nova vitória sobre a Globo em São Paulo: 17 a 13. Um bom começo. Com a edição que vem se mostrando, no entanto, incapaz de cunhar enredos fortes para o espectador, a nova A Fazenda corre o risco de terminar como a anterior, em que histórias mornas proporcionavam uma audiência idem à Record.

Monique Evans: momentos em 'A Fazenda' Monique Evans: momentos em ‘A Fazenda’

Monique Evans: momentos em ‘A Fazenda’ (/)

Só quem estava acompanhando A Fazenda também pela internet pôde entender claramente, por exemplo, o que havia acontecido para que o ator Eduardo Pelizzari fosse atacado pelos colegas nesta semana. Sergio Mallandro o acusou de individualista, Monique fez um escândalo e o cantor Tico Santa-Cruz, dos Detonautas, o chamou de Judas. O motivo é que o ator entregou o voto combinado pelo grupo – eles queriam indicar a apresentadora Janaína Jacobina para a Roça. Faltou o mínimo: um narrador que explicasse direito ao público que houve delação. Sem isso, a emissora dificilmente conseguirá tirar proveito do denso adubo humano presente nos barracos, transformando-o em histórias para o telespectador.

É difícil saber quem pode ocupar o espaço de Monique na atração. Encrenqueiros não faltam, mas é fato que a apresentadora, com seu jeito debochado e seu know-how do mundo do espetáculo, estava um pouco acima da média. Monique batia e assoprava e ainda se desfazia em lágrimas e tiradas vulgares. Era tudo, menos discreta ou neutra. No início da semana, depois de brigar com meio mundo, ela tinha tudo para se isolar na casa e – dada a truculência do seu discurso salpicado de palavrões – se tornar a versão feminina de Theo Becker, o participante explosivo que na primeira edição do programa conseguiu atrair para si a antipatia geral do público e dos colegas. Ela já havia se desentendido com, entre outros, o humorista Sergio Mallandro, que acusou de bater em mulher; a transexual Nany People, de quem falou pelas costas, e a portentosa Mulher Melancia, a quem depois tentou agradar elogiando o tamanho dos seus quadris. É claro que a trégua não durou muito: “Está sumindo muita coisa por aqui, o tênis, a toalha. É preciso procurar no traseiro da Melancia”, disparou a sempre fina Monique (confira aqui mais frases).

A filha de Monique não acredita que a edição do programa tenha prejudicado a mãe. Afirma, por outro lado, que ajudou participantes como a Mulher Melancia e o ex-jogador Viola, que se juntavam para falar mal da apresentadora. “Minha mãe é transparente, faz tudo o que sente”, explica Bárbara Evans, filha de Monique, que se diz “aliviada” com a saída da mãe do reality show. De tanta tensão nos últimos dias, em que acompanhou o programa “24 horas por dia”, ela conta ter passado 72 horas sem comer ou dormir. “Acho que a saída protege a imagem dela. Aquilo lá vai virar uma baixaria só. Tem muita gente falsa e de nível baixo, coisa que o público não percebe.” Percebe, Bárbara, percebe…

ARTIMANHAS DA TITIA

Drama, grito, corpo, lágrima: como Monique Evans planejou sobressair em A Fazenda 3

Monique Evans chora Monique Evans chora

Monique Evans chora (/)

Ai d’eu

Quem não tem problemas? Monique tentou como ninguém usá-los a seu favor. Quando achou que devia se desculpar por armar um barraco com o ator Eduardo Pelizzari, que tornou público o voto combinado do grupo da apresentadora, aproveitou para repassar sua trajetória psíquica. “Arranquei o bico do meu seio, me cortei inteira de faca, já tentei me matar cinco vezes”, disse, na melhor versão Garota Interrompida. “Tenho esse problema de depressão desde pequena.”

Monique Evans transparente Monique Evans transparente

Monique Evans transparente (/)

A nobre e a plebeia

Monique Evans bate boca, fala palavrão e incomoda muita gente. Que não se enganem os que pensam que ela é desequilibrada ou imatura. Nada disso. A apresentadora garante que esse comportamento tem raízes nobres. Ele faz parte da sua honestidade. Pois é. Por dizer o que pensa – ou melhor, por falar sem pensar, como a própria definiu -, ela é “transparente”. Sorte de quem convive com ela.

Monique fala com a foto da filha Monique fala com a foto da filha

Monique fala com a foto da filha (/)

A arte do monólogo

No confinamento, Monique aderiu a uma tática bem manjada: encontrar uma desculpa qualquer para falar sozinha. A ideia é cativar o editor – e o telespectador, que decide quem sai do programa. Nesta semana, a confinada Geyse Arruda firmou amizade com um animal. No caso, o burro Amoroso, a quem chegou a consolar por não ser tão “badalado quanto um cavalo”. Monique foi mais dramática: conversava com a foto da filha, Bárbara. Mas não colou.

Monique Evans faz topless Monique Evans faz topless

Monique Evans faz topless (/)

Espelho meu

Embora já não seja uma mocinha, Monique procura valorizar ao máximo os seus atributos físicos. Fez competição de derrières diante do espelho, esperneou para pintar o cabelo e, à beira da piscina, aproveitou para desamarrar a parte de cima do biquíni, deixando ver uma ponta do mamilo.

EDIÇÃO BBB: O QUE É E COMO USAR

Assista a um capítulo de Algemas da Paixão, paródia de novela mexicana feita com participantes do último Big Brother Brasil. O reality show da Globo sabe misturar tramas de brincadeira como essa a outras verdadeiras, que surgem no confinamento e se tornam inteligíveis e palatáveis para o público por meio da edição de cenas do programa.