Clique e assine a partir de 9,90/mês

ProUni abre nesta terça inscrições para 169 mil bolsas

Mais da metade das bolsas integrais estão em cursos não presenciais. Inscrições vão até as 23h59 do dia 14 de junho

Por Da Redação - 10 jun 2019, 21h24

Abrem nesta terça-feira, 11, as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2019. São 169.226 bolsas em instituições privadas de ensino superior. Um quarto das vagas oferecidas é na modalidade a distância. O programa tem bolsas integrais e parciais (de 50%).

Das 68.087 bolsas integrais, 51% são na modalidade a distância. Para as 68.087 bolsas parciais, apenas 7% são a distância.

Pelo ProUni, estudantes conseguem bolsas do governo federal em faculdades e universidades privadas. As instituições reservam para o programa um percentual fixo de cursos, divididos por carreiras e modalidades, em troca de isenção fiscal.

Os números foram divulgados nesta segunda, 10, pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo dirigentes da pasta, o percentual de bolsas nas modalidades a distância seria reflexo da grande oferta em cursos a distância por parte das instituições.

O secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, defende que o EaD é uma modalidade permitida pela legislação e tem a sua forma de ser avaliada. “Hoje a gente não pode desprezar uma tecnologia que está disponível e é utilizada pelo mundo todo. Não cabe aqui a gente dizer se é melhor ou pior. Existe sua avaliação própria”. disse, em entrevista coletiva. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, não participou.

Podem se inscrever participantes da última edição do Enem que tiveram nota mínima média de 450 pontos e não terem zerado na redação. Também é necessário comprovar baixa renda.

Para concorrer a bolsas integrais, os candidatos precisam ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As parciais são reservadas para quem têm renda de até três salários mínimos por pessoa.

O total de 169.226 bolsas é dividido em 33.830 cursos em 1.100 instituições privadas de ensino superior. Os cursos com mais vagas neste semestre são os de administração (17.004), pedagogia (13,387) e ciências contábeis (10.817).

Continua após a publicidade

As inscrições do ProUni vão até as 23h59 do dia 14 de junho de 2019. O resultado da primeiro chamada sai no dia 18 de junho.

Sisu

O MEC também divulgou a primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona alunos para instituições públicas de ensino. O sistema registrou neste segundo semestre 640 mil inscritos, 25,9% superior ao mesmo período de 2018.

O Sisu também é voltado para quem fez o Enem.

Os cursos mais concorridos desta edição são medicina, com 169.711 inscrições para 1.446 vagas, uma relação de 117,37 inscrições por vaga. O curso foi seguido por direito, com 64.933 inscrições para 1.459 vagas (44,51 por 1); e por administração, com 60.156 inscrições para 1.996 vagas (30,14 por vaga).

Já a maior nota de corte da edição foi do curso de direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Aterrado, com 838,68 pontos. O número é o para a ampla concorrência.

Em seguida, está o curso de engenharia química da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), pela lei de cotas, com 837,5 e o curso de direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Aterrado, também pela lei de cotas, com 825,41.

Pela lei, 50% das vagas das universidades federais e das instituições federais de ensino técnico de nível médio devem ser reservadas a estudantes de escolas públicas. Dentro da lei, há a reserva de vagas para pretos, pardos e indígenas, de acordo com a porcentagem dessas populações nas unidades federativas.

OUÇA OS PODCASTS DE VEJA

Já ouviu o podcast “Funcionário da Semana”, que conta a trajetória de autoridades brasileiras? Dê “play” abaixo para ouvir a história, os atos e as polêmicas do ministro da Educação, Abraham Weintraub, quando ele assumiu o cargo. Confira também os outros episódios aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade