Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Professor da UFMG deve assumir o Inep, responsável pelo Enem

Manter a estabilidade do Enem está entre desafios de José Francisco Soares

Por Da Redação 11 fev 2014, 17h42

O Ministério da Educação (MEC) deve iniciar nesta semana a reestruturação de sua equipe, seguindo a substituição na chefia da pasta de Aloizio Mercadante por José Henrique Paim Fernandes. A primeira mudança prevista por fontes ligadas à área de educação deverá ocorrer no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia responsável pela produção da maioria dos indicadores e provas oficiais, como o Censo Escolar, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), a Prova Brasil e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O mais cotado para assumir a presidência do Inep é José Francisco Soares, professor aposentado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e membro do Conselho Nacional de Educação (CNE). Mestre em estatística pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada e doutor pela Universidade de Wisconsin, Soares é especialista em avaliação e planos educacionais, com pesquisas relacionadas ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Leia também:

Vestibular ou avaliação? Enem não serve a dois senhores

Novo ministro da Educação é réu em processo na Justiça

Nos últimos dez anos, nove pessoas ocuparam a chefia do Inep. O atual presidente, Luiz Claudio Costa, está no cargo há dois anos e deve acompanhar Mercadante na Casa Civil. Seus antecessores ficaram no Inep apenas um ano no posto, em média.

Malvina Tânia Tuttman assumiu o Inep em 2011 e comandava a autarquia quando ocorreu o vazamento de quatorze questões do pré-teste do Enem em uma escola do Ceará. Ela substituiu José Soares Neto, que também comandou o órgão em 2010. Passaram ainda pelo órgão Joaquim José Soares Neto e Reynaldo Fernandes.

Continua após a publicidade
Publicidade