Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MEC reajusta bolsas de pós-graduação em 10%

Benefícios ainda são bem menores do que os pagos há 20 anos

O Ministério da Educação (MEC) reajustou em cerca de 10% as bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado pagas a pesquisadores pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq). A portaria, publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, informa que os novos valores estão em vigor desde o dia 1º de abril.

Leia também:

Valor de bolsas de pós-graduação cai 55% em 18 anos

Com o reajuste, as bolsas de mestrado passaram de 1.320 reais para 1.500 reais e as de doutorado, de 1.980 reais para 2.200 reais. Já pesquisadores do nível de pós-doutorado tiveram a bolsa reajustada de 3.700 reais para 4.100 reais.

Em nota divulgada na última quinta-feira, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou que o reajuste faz parte de uma política para aumento do número de mestres e doutores na educação superior. “É fundamental para estimular jovens talentos”, afirmou.

Um estudo de 2012 da Associação de Pós-graduandos de Engenharia Elétrica da Universidade de Campinas (Unicamp), contudo, apontou que os valores das bolsas de estudo não chegam à metade dos pagos em 1994. Isso porque os benefícios sofreram reajustes que não levaram em conta os efeitos da inflação. Para corrigir a distorção, seria necessário um aumento de 60% nos valores pagos aos pesquisadores.