Clique e assine a partir de 9,90/mês

Grupos educacionais oferecem crédito universitário privado aos alunos

Ser Educacional, Anima e Estácio irão subsidiar parte da taxa de juros do financiamento educacional privado como alternativa ao Fies

Por Da Redação - 18 mar 2015, 18h19

De olho nos estudantes que não conseguem renovar ou adquirir um novo contrato com o Fundo de Financiamento Educacional (Fies), algumas universidades decidiram subsidiar financiamento estudantil privado para seus alunos. Nesta quarta-feira, o Ser Educacional, grupo empresarial de educação que possui unidades nas regiões Nordeste e Norte, anunciou parceria com a Ideal Invest, gestora do crédito universitário PraValer. O grupo pretende disponibilizar até 1 bilhão de reais para o financiamento privado de até 100% das mensalidades. De acordo com as condições do crédito, cada mensalidade é dividida em duas parcelas e o aluno já começa a pagar um valor menor durante o curso. Um curso de 4 anos, por exemplo, pode ser pago em 8 anos.

Leia também:

Dilma admite erro no Fies: ‘Deixamos na mão do setor privado’

O Ser Educacional subsidiará uma parte da taxa de juros cobrada no PraValer, deixando ao aluno uma taxa de 3,4% ao ano – a mesma taxa do Fies. Sem o subsídio, os juros do PraValer podem chegar a 2,19% ao mês, dependendo da faculdade e do curso. A parceria entre as empresas já existia, mas foi ampliada com a nova alternativa. “Há algum tempo oferecemos o crédito estudantil através do PraValer para a Unissau, no Recife, e para a Faculdade Maurício de Nassau, em Salvador. Agora, o crédito também está disponível para todas as instituições que fazem parte do grupo”, diz Jânyo Diniz, presidente do Grupo Ser Educacional. Ainda segundo o documento, a Ser Educacional avalia mais alternativas de financiamento privado aos alunos, incluindo a reformulação do Educred, programa criado pela companhia em 2007 que financia de 10% até 40% o valor das mensalidades.

Continua após a publicidade

A partir deste ano, a Estácio, que possui unidades em todo o Brasil, também firmou parceria com o PraValer. A instituição vai financiar as mensalidades sem juros e o aluno tem o dobro do período do curso para pagar o financiamento. Também oferecem o financiamento sem juros a Unipê (Centro Universitário de João Pessoa), na Paraíba, e a Unijorge (Centro Universitário Jorge Amado), na Bahia.

A Anima Educação, grupo com instituições na região Sudeste, também fechou parceria com a PraValer. Os alunos do grupo poderão financiar o curso nos mesmos moldes do Ser Educacional. Segundo a PraValer, a procura pelo financiamento em fevereiro dobrou se comparado ao mesmo período do ano passado.

Estudantes também podem recorrer ao financiamento bancário universitário. Neste caso, as taxas de juros são superiores. A do Bradesco, por exemplo, é de no mínimo 1,20% ao mês, de acordo com o convênio entre o banco e universidade. A do Itaú varia entre 7% a 8% ao ano.

(Da redação)

Publicidade