Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após compra da Uniban, Anhanguera deve elevar para 8% sua participação no mercado de ensino superior no Brasil

Operação ainda precisa ser aprovada pelo Cade

Após anunciar neste domingo a compra da Universidade Bandeirante de São Paulo, a Uniban, a Anhanguera Educacional deve elevar para cerca de 8% sua participação no mercado de ensino superior no Brasil. A estimativa da própria empresa foi divulgada neste segunda-feira, em entrevista coletiva realizada em São Paulo. A operação ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Desde dezembro, a Anhanguera já havia realizado oito aquisições. Nas palavras de Alexandre Dias, diretor-presidente da Anhanguera, as operações representam o segundo grande ciclo de compras da empresa. A primeira foi iniciada em 2006, quando foram adicionadas 30 instituições e cerca de 150.000 alunos ao grupo.

“Não vou afirmar que, de agora em diante, não promoveremos outras aquisições”, disse Dias. “Mas, no momento, estamos concentrados em integrar as nossas operações.”

A compra da Uniban foi fechada em 510 milhões de reais, sendo que 50% desse montante será desembolsado imediatamente, O restante será quitado em 24 meses. O valor inclui todas as operações da instituição adquirida, com 55.000 alunos, e também a compra de três imóveis no valor de aproximadamente 130 milhões de reais.

Com a aquisição, o grupo Anhanguera passa a contar com 400.000 alunos. A Uniban possui 13 campi – dez no estado de São Paulo, dois no Paraná e um em Santa Catarina. A Anhanguera operava até agora 54 campi.

O futuro da marca Uniban ainda não foi definido pelos compradores. A tendência é que a ela seja incorporada ao nome Anhanguera. “Uniban é uma marca forte na cidade de São Paulo. Alterar o nome da universidade não é uma preocupação nesse momento. Essa será uma questão para os próximos anos”, afirmou Dias.

Heitor Pinto Filho, reitor da Uniban, deixa o cargo e assume posição de conselheiro no grupo Anhanguera. “Serei como um espécie de consultor operacional. Ajudarei no processo de integração e consolidação da Anhanguera”, disse.

A Anhanguera espera que encerrar o processo de aquisição no prazo de 3 ou 4 anos. Para este ano, prevê a unificação dos vestibulares das duas instituições.