Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Reader’s Digest declara falência

Por Da Redação 24 ago 2009, 17h10

A editora Reader’s Digest, que publica a famosa revista Seleções, declarou falência nesta segunda-feira. A companhia é uma das maiores editoras de livros e revistas do mundo e precisou recorrer à Lei de Falências americana para reestruturar suas atividades. A decisão da empresa equivale, no Brasil, a entrar em concordata ou em recuperação judicial.

Em um comunicado, a editora explicou que chegou a um princípio de acordo com 80% de seus credores para reduzir sua dívida e fortalecer sua situação financeira. A Reader’s Digest se compromete a trocar uma parte substancial de sua dívida garantida de 1,6 bilhão de dólares por uma participação em seu capital.

O grupo conseguiu 150 milhões de dólares em novos empréstimos para melhorar sua liquidez e, com isso, esperar terminar o processo com uma divida de 550 milhões de dólares. O valor representa uma redução de 75% em relação aos 2,2 bilhões de dólares atuais.

A falência só se aplica aos negócios da editora nos Estados Unidos, e não afetará operações na América Latina, Canadá, Europa, África e Oceania. “Nossas operações comerciais estão sólidas, com uma queda prevista de receita no ano fiscal de 2009 de menos de 10% apesar da recessão”, explicou a presidente e conselheira delegada do grupo, Mary Berner, em nota.

Continua após a publicidade

Publicidade