Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Miley Cyrus diz que gostaria de ‘apagar’ músicas antigas

Por Da Redação 16 jun 2013, 16h35

Será que caiu a ficha? Em momento bom da carreira, com a música We Can’t Stop no top 100 da Billboard, a parada de sucessos americana, a cantora Miley Cyrus disse à revista que publica o ranking que gostaria de apagar suas antigas canções. “Quando as pessoas vão ao iTunes em busca das minhas músicas antigas, fico frustrada. Gostaria de poder deletar aquilo tudo e recomeçar”, disse, em reportagem publicada na última edição da Billboard.

LEIA TAMBÉM:

Flerte de Bieber com Miley foi a gota d’água para Selena

“Eu me sinto tão desconectada de quem eu fui aos 16, 17 anos. Quando você tem 20 anos, você realmente não conhece mais aquela pessoa que você foi na adolescência”, disse ela à revista, como se falasse do alto da sua maturidade. Miley, que batiza seu novo “eu” de “Miley 2.0”, quer se reinventar. Para criar essa nova imagem, We Can’t Stop, o novo hit da cantora, faz insinuações ao uso de drogas — Miley quer mostrar que cresceu, à la Justin Bieber. “Todo mundo na fila do banheiro”, diz uma passagem, que dá a entender que práticas suspeitas acontecem no banheiro.

LEIA TAMBÉM:

Miley Cyrus, mais uma aluna da escola das moças más

Continua após a publicidade

Mas é difícil esquecer o passado, que deu tanto a ela. Filha do cantor country Billy Ray Cyrus, Miley foi catapultada à fama aos 12 anos, pelo programa Hannah Montana, da Disney, em que interpretava uma menina com “vida dupla” — ora era uma garota normal, comum, ora um fenômeno pop. Nos seis anos que permaneceu à frente do programa, de 2006 a 2011, ela acabou se confundindo com a personagem. Em 2007, aos 14 anos, ela se tornou a mais jovem cantora a a ter um álbum em primeiro lugar entre os mais vendidos da Billboard.

LEIA TAMBÉM:

Família quer que Liam Hemsworth termine com Miley Cyrus

Os discos ligados a Hannah Montana, que também rendeu um filme em 2009, venderam juntos 7,1 milhões de cópias. Em 2009, ano em que foi lançado o longa derivado da série infantojuvenil, o single Party in the U.S.A. atingiu o segundo lugar na Billboard Hot 100, com 5,2 milhões de cópias vendidas.

Divórcio dos pais — Se a carreira vai bem, na vida pessoal Miley Cyrus enfrenta o divórcio dos pais, Billy Ray Cyrus, 51, e Tish Cyrus, 53. Eles foram casados por 19 anos.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês