Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Autora queria Robert Pattinson como Christian em ’50 Tons’

De acordo com o roteirista Bret Easton Ellis, a britânica E.L. James só pensava no ator de 'Crepúsculo' para o papel do milionário sadomasoquista

Por Da Redação 3 set 2013, 09h57

A autora da trilogia literária erótica Cinquenta Tons de Cinza, E.L. James, foi só elogios ao ator Charlie Hunnam ao anunciá-lo como o protagonista da versão cinematográfica de seus livros nesta segunda-feira. Mas, assim como os fãs da história, ela também ficou decepcionada com a escolha dele para interpretar o galã sadomasoquista Christian Grey. Isso porque E.L. queria mesmo era ver Robert Pattinson, o vampiro Edward da sagra Crepúsculo, no papel. É o que afirmou o roteirista do longa, Bret Easton Ellis, pelo Twitter, na noite de segunda.

ENQUETE: Você aprova a escolha do elenco de ’50 Tons de Cinza’?

“Estávamos na casa de Pattinson quando ela admtiu que ele seria sua primeira escolha para interpretar Christian”, disse. Ellis afirmou ainda que dois dos principais favoritos das fãs para o papel, Ian Somerhalder e Matt Bomer, “nunca estiveram no páreo”. O roteirista também falou sobre os boatos de que o ator pornô James Dean daria vida ao galã sadô. “Quando E.L. James me perguntou quem eu achava que deveria interpretar Christian, eu disse ‘James Deen, é claro’, mas ela não quis”, contou.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Saiba que atores vão protagonizar Cinquenta Tons de Cinza

Continua após a publicidade

Autora de Cinquenta Tons é a mais bem paga do mundo

Escolha de elenco de Cinquenta Tons decepciona fãs

Em junho deste ano, a autora esteve na casa de Pattinson para uma festa, o que provocou algumas especulações de que ele pudesse aceitar o papel. No entanto, nesta segunda-feira, E.L. James anunciou que os atores Charlie Hunnam e Dakota Johnson interpretariam os papéis de Christian Grey e Anastasia Steele no cinema.

Críticas – A escolha do casal protagonista decepcionou os fãs. A principal reclamação diz respeito à aparência de ambos, considerada “comum” pelos leitores, que, pelo jeito, pintavam seus heróis como dois deuses gregos. A comoção foi tanta que fez um dos produtores do filme, Dana Brunetti, explicar a escolha do elenco no Twitter. “Tem muito mais coisa que conta em um ‘casting’ do que a aparência, como o talento, disponibilidade, o desejo de as pessoas quererem fazer ou não, química com o outro ator, etc. Então, se o seu favorito não foi escolhido, então provavelmente isso se deve a algo nessa lista”, explicou.

Cinquenta Tons de Cinza tem estreia prevista nos cinemas para o dia 1º de agosto de 2014 e será dirigido por Sam Taylor-Johnson.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês