Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

Viradouro é vice-campeã com enredo sobre Rosa Maria Egipcíaca

Escola de Niterói foi a última a desfilar pelo Grupo Especial

Por Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 22 fev 2023, 17h36

A Unidos do Viradouro, escola de Niterói, se consagrou vice-campeã do carnaval carioca, após tensa apuração na tarde desta quarta-feira, 22. O Brasil “descobriu” Rosa Maria Egipcíaca, como nos anos 60 descobriu Xica da Silva e Zumbi dos Palmares com o Salgueiro de Fernando Pamplona. A campeã de 2023 é a Imperatriz Leopoldinense

Leia também: Como foi o desfile da escola

A última agremiação a desfilar pelo Grupo Especial de 2023, já na manhã de terça-feira, 21, contou a vida e obra de Rosa Maria Egipcíaca, ou Rosa Courana, considerada a primeira mulher negra a escrever um livro no país. O enredo foi desenvolvido pelo carnavalesco Tarcísio Zanon. Chamaram a atenção as várias alas dedicadas à mineiridade de Rosa, que veio da África no período pré-Inconfidência, e o sertão de Guimarães Rosa.

“No caso de Rosa Maria, é uma mulher que é super importante, mas que, por exemplo, quando eles estiveram em Ouro Preto, para pesquisar sobre a história de Rosa, as próprias pessoas de lá pouco sabiam. Então é realmente um resgate histórico”, disse a atriz Erika Januza, que desfilou pela segunda vez como rainha de bateria. Ela conversou com a coluna na véspera do desfile. “Eu sempre quis estar perto, então hoje estar perto de fato nesse lugar, que é o coração da escola, é de muita honra”. Carolina Macharethe, musa da escola, foi um dos estaques no desfile. Ela viralizou nas redes sociais após um vídeo mostrando sua coreografia impecável.

Dizia o refrão do samba: “Eis a flor do seu altar, sua fé em cada gesto / O amor em cada olhar dos filhos meus / No cantar da Viradouro, o meu samba é manifesto / Imagem de Deus sou eu”.

Continua após a publicidade

No ano passado a escola desfilou o enredo Não há tristeza que possa suportar tanta alegria, terminando em terceiro lugar. E foi campeã em 2020 com Viradouro de alma lavada.

Viradouro
Viradouro 2023 – (Valmir Moratelli/VEJA)
Viradouro
Viradouro 2023 – (Giovanna Fraguito/VEJA)
Viradouro
(Giovanna Fraguito/VEJA)
Viradouro
Viradouro 2023 – (Valmir Moratelli/VEJA)
Viradouro
Viradouro 2023 – (Valmir Moratelli/VEJA)
Carnaval 2023
Viradouro 2023 – (Valmir Moratelli/VEJA)
Viradouro
Viradouro 2023 – (Valmir Moratelli/VEJA)

Reveja vídeos exclusivos dos desfiles na Sapucaí:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.