Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

Seis escolas desfilam neste domingo na Sapucaí

A atual campeã, Grande Rio, e a Mangueira são as mais esperadas

Por Giovanna Fraguito Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO , Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 19 fev 2023, 12h10 - Publicado em 19 fev 2023, 11h00

Começam nesta noite de domingo, 19, os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Império Serrano é a primeira escola a desfilar, com uma homenagem ao sambista Arlindo Cruz. O enredo é baseado no sucesso Meu Lugar e foi pensado pelo carnavalesco Alex de Souza. Darlin Ferrattry, mãe da cantora Lexa, desfila pela segunda vez consecutiva como rainha de bateria. Atual campeã, Grande Rio é a segunda a pisar na avenida. Zeca Pagodinho é tema do enredo deste ano pelos carnavalescos Leonardo Bora e Gabriel Haddad. Depois do desfile sobre Exu, a escola tenta disputar o bicampeonato com uma homenagem ao pagodeiro. Paolla Oliveira será rainha de bateria da escola pela quinta vez e a lista de famosos presentes no desfile é longa. Entre eles: David Brazil, Monique Alfradique, Pocah, o rapper Xamã, as modelos Renata Kuerten e Yasmin Brunet.

Mocidade Independente de Padre Miguel é a terceira escola a desfilar. A verde e branco apresenta o enredo Terra do meu céu, estrelas do meu chão do carnavalesco Marcus Ferreira. A obra abordará o legado dos artistas do Alto do Moura, discípulos de Mestre Vitalino. Giovana Angélica é a rainha de bateria, ela ocupa o posto desde 2020 e é nascida e criada em Padre Miguel, zona oeste do Rio. A Unidos da Tijuca é a quarta escola a desfilar e fará uma homenagem à Baía de Todos os Santos. O carnavalesco Jack Vasconcelos diz que o público vai se sentir em uma viagem lúdica conduzida pelas próprias águas da baía. A cantora Lexa é rainha de bateria da escola pelo segundo ano consecutivo.

Penúltima agremiação da primeira noite, o Acadêmicos do Salgueiro vem com o enredo Delírios de um paraíso vermelho, do carnavalesco Alex de Souza, sobre a valorização da liberdade de expressão, com homenagem a Joãosinho Trinta. A atriz Viviane Araújo é a rainha de bateria da escola por mais um ano. A atriz Dandara Mariana e a cantora Rebecca Alves, cria da comunidade, são as musas da escola. A última a escola a desfilar nesta primeira noite é a Estação Primeira de Mangueira. A verde e rosa, dos carnavalescos Annik Salmon e Guilherme Estevão, vem com o enredo As Áfricas que a Bahia canta. A escola vai destacar o protagonismo feminino e a luta pelo fortalecimento da identidade afro-brasileira, a partir da música e do carnaval na Bahia. Evelyn Bastos, rainha de bateria, está no posto há 10 anos.

Continua após a publicidade

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.