Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

Emmy 2022: como a Netflix caiu do trono de forma impressionante

Com 'Succession', 'White Lotus' e 'Euphoria', a HBO Max quebrou hegemonia da gigante do streaming - e ela agora sente também o peso de outros concorrentes

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 13 jul 2022, 12h35

Com a divulgação da lista dos indicados ao Emmy 2022 na terça-feira, 13, uma informação se destacou: a HBO conquistou 140 nomeações, enquanto a Netflix, considerada a gigante do streaming, recebeu 105. Como no ano passado a diferença entre as duas foi de apenas uma indicação (a HBOrecebeu 130 e a Netflix, 129), é nítido como a margem se alargou em apenas um ano. A razão não tem segredo: o que faz diferença é a qualidade das produções de ambas.

Succession, da HBO, bateu 25 indicações, sendo o programa com mais menções na principal premiação da TV e do streaming. Outras tramas, como The White Lotus, Hacks, Euphoria e Barry, também brilharam entre as diversas categorias, com dezenas chances de faturar um troféu.

Já a Netflix concorre com Better Call Saul, Inventando Anna, Ozark, Stranger Things e Round 6 sendo que a coreana tem chance de fazer história se for premiada: será a primeira produção em língua não-inglesa a ganhar o prêmio de melhor série dramática. Vale lembrar que a plataforma ostenta o recorde de maior vencedora da história do Emmy, com 44 estatuetas conquistadas em 2021. A prova de fogo da Netflix, entretanto, será demonstrar não propriamente que continua sendo a maior, mas que sua produção mantém a relevância. Seu modelo de negócio de produzir cada vez, priorizando a quantidade em vez da qualidade, está se desgastando – e o Emmy 2022 atesta isso de forma cristalina.

O fato de a Netflix estar em uma inédita crise, com perda de assinantes pela primeira vez na história e demissões para se adequar a tempos mais bicudos, só  acentua a sensação de que a plataforma vive uma tempestade perfeita. Daquei em diamte, é provável que ela tenha menos margem para investir tão pesado e, assim, virar o jogo da competição no streaming, para ganhar terreno de novo em premiações que trazem prestígio como o Emmy.

Atrás de HBO e Netflix, o Hulu ficou em terceiro no ranking de quantidade de indicações dos streamings, com 58; seguido por Apple TV+, com 51; a Disney+ teve 34; e a Amazon Prime Video foi lembrada 30 vezes. A Apple TV+, inclusive, bateu recorde com essas 51 indicações graças a Ted Lasso e Ruptura, mostrando que a concorrência para a Netflix está ficando cada mais dura.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.