Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O trabalho no cárcere do ex-auxiliar de Bolsonaro preso há três meses

Acusado de participar de trama golpista, Filipe Martins foi detido em fevereiro pela Polícia Federal

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 15h12 - Publicado em 3 Maio 2024, 10h01

Ex-auxiliar para assuntos internacionais de Jair Bolsonaro, Filipe Martins vai completar três meses preso na próxima quarta-feira, dia 8 de maio. Investigado de participação em trama golpista, Martins foi detido pela Polícia Federal na Operação Tempus Veritatis por uma suposta tentativa de fuga do país.

No cárcere, o ex-assessor de Bolsonaro trabalha na biblioteca e chegou a solicitar à direção da penitenciária para dar aula a outros presidiários. Ele foi transferido, em 15 de fevereiro, para o Complexo Penal de Pinhais, no Paraná, onde figurões presos pela Lava-Jato ficaram detidos, inclusive o cacique petista José Dirceu.

Uma equipe do Departamento Penitenciário Nacional foi, na semana passada, inspecionar as condições de Martins em Pinhais. A segurança do ex-assessor do Planalto no presídio é uma preocupação constante de sua defesa.

“Ele é um preso de risco. Eu temo pela integridade física dele”, diz o advogado Sebastião Coelho.

Ex-desembargador, Coelho assumiu a defesa de Martins em abril. Antes, o ex-auxiliar de Bolsonaro era atendido por João Vinícius Manssur e William Janssen, que alegaram “motivos de foro íntimo” ao deixarem o caso.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.