Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Djavan critica Braskem por estragos em bairros de Maceió

Segundo cantor e compositor alagoano, ‘dano é imensurável’

Por Lucas Vettorazzo 20 ago 2021, 14h17

O cantor e compositor Djavan, um dos filhos mais ilustres de Alagoas, foi às redes sociais criticar a empresa Braskem que causou danos em bairros inteiros em Maceió por causa da mineração de sal-gema, usado na produção de PVC. 

Desde 2019 que a empresa não explora mais as minas subterrâneas, cuja operação causou o afundamento do solo de bairros nos arredores da Lagoa Mundaú. O desnível do terreno provocou o colapso de centenas de construções.  

“São milhares de famílias, estabelecimentos comerciais, hospitais e demais instituições que estão sendo desapropriadas e abandonadas por correrem o sério risco de desabar”, publicou nesta quinta o ídolo da MPB em sua página no Instagram. 

Djavan afirmou que o estrago provocado pela Braskem “é imensurável” e cobrou da empresa “soluções dignas às mais 57 mil pessoas atingidas até o momento”. Ele disse ainda que “também se afunda parte importante da história da capital alagoana”.

Continua após a publicidade

Publicidade