Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Pé na estrada Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por André Sollitto
Viagens de carro para quem ama o caminho tanto quanto o destino
Continua após publicidade

Nova série da Netflix oferece boa porta de entrada para o mundo de Nascar

Produção acompanha os pilotos durante os playoffs de 2023, mas mostra o esporte de forma abrangente e deve conquistar novo público

Por André Sollitto Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
7 fev 2024, 17h41

Desde que lançou a série Last Chance U, sobre esportistas com passados difíceis que tentam retomar a carreira no futebol americano universitário, a Netflix descobriu um atrativo filão. Desde então, as séries – e alguns filmes – sobre os bastidores de esportes populares se multiplicaram na plataforma. Há, é claro, F1: Dirigir para Viver, já na quinta temporada, uma das mais populares. Mas o portfólio conta agora com Quarterback, também sobre futebol americano, Break Point, sobre tênis, Tour de France: No Coração do Pelotão, sobre as corridas de bicicleta, ou o espetacular Arremesso Final, sobre Michael Jordan e sua passagem vencedora pelo Chicago Bulls na década de 1990.

A série mais recente a explorar os bastidores esportivos é Nascar: Velocidade Máxima, recém-chegada à plataforma. Seguindo uma fórmula bastante semelhante à de F1: Dirigir para Viver, os cinco episódios acompanham um grupo de pilotos durante os playoffs da última Nascar Cup Series de 2023. Entrevistas individuais contam a história pregressa de cada um, enquanto cenas das corridas, editadas de forma dramática, dão o tom da luta constante pela chance de disputar as etapas seguintes. Quem nunca assistiu a uma corrida simpatiza com os pilotos, e quem já curte o esporte fica ainda mais por dentro dos bastidores. O lançamento é parte da estratégia de Nascar de expandir o público. E deve funcionar.

Do ponto de vista competitivo, fica claro porque a Nascar é tão popular nos Estados Unidos. As velocidades dos carros ultrapassam 320 km/h, e qualquer erro abre espaço para uma ultrapassagem. Cada oportunidade é disputada ferozmente, e por conta disso há um perigo constante de batidas – que acontecem com frequência e podem significar o fim prematuro de uma campanha pelo título. Há inúmeras reviravoltas e a própria produção precisa lidar com isso. Pilotos que não eram cotados assumem posições de destaque, enquanto outros, tidos como favoritos, ficam de fora. É parte da graça.

Como outros documentários da plataforma, a série é especialmente eficaz em mostrar o esporte de forma abrangente para aqueles menos familiarizados. As estratégias das equipes, a cultura ao redor das disputas, o estilo de vida luxuoso dos pilotos, as tradições e a dinâmica nas pistas fazem parte da narrativa maior, e o resultado é uma interessante e acessível porta de entrada para um esporte que embora seja transmitido no Brasil ainda é menos conhecido que a Fórmula 1.

Continua após a publicidade

Um dos produtores executivos é o veterano piloto Dale Earnhardt Jr. Filho do campeoníssimo Dale Earnhardt (1951-2001), vencedor de sete títulos Nascar Cup Series, ele aparece como fonte ao longo dos episódios, fazendo comentários sobre os pilotos. A história do esporte é pouco explorado, mas isso talvez seja um indício de que outras produções já estão sendo preparadas pela Netflix.

Afinal, a plataforma de streaming já confirmou outras séries esportivas. F1: Dirigir para Viver ganhará novos episódios em 23 de fevereiro. Há uma série sobre a NBA sendo gravada neste momento, acompanhando um quinteto de jogadores: LeBron James, Jayson Tatum, Anthony Edwards, Domantas Sabonis e Jimmy Butler. Há ainda duas novas produções sobre a MLB, a liga de beisebol americana, ambas sobre o Boston Red Sox. A primeira, com previsão de estreia ainda este ano, vai mostrar a histórica campanha de 2004; a segunda, prevista só para 2025, vai acompanhar em detalhes os bastidores na temporada de 2024.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.