Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

O emocionante clipe da nova música que reúne os Beatles pela última vez

O diretor Peter Jackson assumiu a missão de reunir, ainda que virtualmente, o quarteto de Liverpool em novo vídeo

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 20h20 - Publicado em 3 nov 2023, 12h02

Os Beatles divulgaram nesta sexta-feira, 3, o videoclipe de sua nova música Now And Then, lançada ontem. O emocionante vídeo, com direção de Peter Jackson, reúne, ainda que virtualmente, os integrantes vivos Paul McCartney e Ringo Starr, com John Lennon e George Harrison, já falecidos, em uma canção onde é possível ouvir os quatro tocando seus respectivos instrumentos.

A música, escrita por John Lennon, estava gravada em uma fita cassete e foi entregue por Yoko Ono a John, Paul e George em 1994. Nela, há uma gravação de John Lennon, que foi morto em 1980, em que ele arranhava novas composições no piano. A demora de quase trinta anos se deve a diversos fatores, mas especialmente à dificuldade tecnológica de melhorar a gravação deixada por John, equalizando sua voz e a altura do piano. O feito realizado por um programa de inteligência artificial parece simples, mas foi excepcionalmente complexo, como mostra o minidocumentário lançado pelo grupo nesta quarta, 1°, no YouTube. O curta de 12 minutos emociona ao mostrar filmagens inéditas da banda e declarações singelas dos membros remanescentes, além de Sean Lennon, filho de John. 

Já o videoclipe mostra os quatro integrantes tocando a música e a sensação é como se todos eles estivessem realmente juntos novamente especialmente para esse momento. “John teria amado isso”, diz Paul McCartney sobre o uso de tecnologia para finalizar a canção. Conhecendo o amigo, ele tem certeza de que Lennon aprovaria a finalização de seu trabalho pela banda. Paul também conta que o processo foi uma parte essencial do luto do trio, que, no estúdio, sentiu de fato que John havia partido.

Continua após a publicidade

Em uma entrevista publicada no site oficial dos Beatles, Peter Jackson contou sobre a responsabilidade de dirigir o último clipe dos Beatles. “Quando a Apple me pediu para criar o videoclipe, fui muito relutante. Achei que os próximos meses seriam muito mais divertidos se essa tarefa complicada fosse problema de outra pessoa, e eu pudesse ser como qualquer outro fã dos Beatles, aproveitando a antecipação da noite anterior ao Natal à medida que o lançamento de uma nova canção e videoclipe dos Beatles se aproximava – em 1995, eu adorava a excitação infantil que sentia à medida que o lançamento de Free As A Bird estava se aproximando”, disse.

Em novembro de 2021, o cineasta dirigiu o documentário Beatles: Get Back, com imagens inéditas dos bastidores da gravação do álbum Let It Be, também restauradas com a ajuda de uma inteligência artificial. Em entrevista a VEJA sobre o documentário, Jackson disse ter se divertido muito com os Beatles e que as pessoas se deslumbrariam em saber como John Lennon era engraçado.

Na década de 1970, pouco antes de morrer, John Lennon gravou uma versão demo para a música em sua casa, em Nova York. Em 1994, Yoko Ono presenteou Paul, Ringo e George com a música, incluindo Free as Bird e Real Love. A ideia era ter lançado a faixa junto com o projeto Anthology, mas a gravação era muito ruim e a tecnologia da época não permitiu separar a voz de John.

Continua após a publicidade

“Felizmente, encontramos uma coleção de cenas excluídas inéditas no cofre, onde os Beatles estavam relaxados, engraçados e bastante sinceros. Isso se tornou a espinha dorsal de nossa seção intermediária, e entrelaçamos o humor em algumas filmagens feitas em 2023. O resultado é bastante maluco e forneceu ao vídeo o equilíbrio necessário entre o triste e o engraçado”, finalizou.

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.