Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

A explicação de Ludmilla sobre falha ao cantar Hino Nacional no GP

Vídeo do momento que antecedeu o prêmio da Fórmula 1 se espalhou nas redes sociais e cantora foi acusada de não saber a letra

Por Raquel Carneiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 20h18 - Publicado em 5 nov 2023, 20h12

A cantora Ludmilla assumiu a responsabilidade de entoar o Hino Nacional antes do Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1, que aconteceu neste domingo, 5, no Autódromo de Interlagos. Acompanhada do jovem Miguel Vicente no cavaquinho, a cantora, porém, enfrentou dificuldades no mínimo estranhas no começo da música: logo após cantar o famoso verso inicial “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas”, a voz de Ludmilla sumiu e só voltou no trecho “conseguimos conquistar com braço forte”.

O que parecia ter sido um branco, segundo Ludmilla, foi uma falha técnica. “Gente, foi emocionante. Foi muito f***, só teve uma falha no som no início. Mas a gente tirou de letra, foi top. Obrigado a todo mundo que torceu, foi lindo, lindo, foi incrível”, disse ela saindo do palco. Enquanto isso, nas redes sociais, a cantora foi ironizada por ter supostamente esquecido a letra do hino. Não demorou, porém, para que o acontecimento esquecível fosse tratado como bandeira política por bolsonaristas: segundo os apoiadores do ex-presidente, Ludmilla, que votou em Lula, é parte da esquerda que não respeita os símbolos nacionais — uma acusação, no mínimo, estapafúrdia. 

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.