Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Matheus Leitão

Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog
Continua após publicidade

Nova pesquisa Datafolha traz o que Bolsonaro mais sonhava

Clima é de comemoração no Palácio do Planalto...

Por Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 26 mar 2022, 07h57 - Publicado em 24 mar 2022, 17h16

Jair Bolsonaro reclama, reclama, reclama de pesquisas de intenção de votos e de seus números, mas havia uma expectativa no governo de que o Datafolha também mostrasse a recuperação do presidente, como outros Institutos vinham revelando.

+ Pesquisa deixou escapar um importante sinal para Bolsonaro

Pois foi o que aconteceu nesta quinta-feira, 24, quando a nova rodada trouxe uma recuperação de até 5 pontos percentuais de Bolsonaro. O presidente saiu de 21/22%% para 26%, enquanto Lula foi de 47%/48% para 43%.

O clima no Palácio do Planalto é de comemoração, segundo informado à coluna por interlocutores do governo.

Governistas tem dito que, mesmo que a diferença ainda esteja alta – hoje ela é de 17 pontos no primeiro turno -, o importante é ir recuperando terreno para fazer o máximo de alianças e conseguir chegar em julho de forma competitiva, sem perder terreno para outros candidatos de direita.

Continua após a publicidade

Sabe-se agora, portanto, que o ódio de Bolsonaro despejado contra as pesquisas, especialmente o DataFolha, é seletivo.

O presidente e seus assessores comemoram os números positivos em relação a eles como quaisquer outros candidatos e seus QGs de campanha (o presidente lança oficialmente sua campanha no próximo domingo)

Mesmo com a comemoração, a ideia é continuar criticando e desacreditando os institutos entre os radicais da extrema-direita. Ou seja, publicamente. Isso, mesmo que agora todos eles – rigorosamente todos – estejam mostrando a recuperação do presidente, com já vem analisando este espaço.

Os números do Datafolha são tão bons para Bolsonaro, por incrível que pareça, que o presidente viu também sua rejeição cair 5 pontos, além de diminuir a diferença em oito pontos no segundo turno. Não é pouca coisa.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.