Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Matheus Leitão

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog
Continua após publicidade

Nova pesquisa mostra quem mais perde com ‘arrastão’ de Lula e Bolsonaro

Entenda como a soma dos dois líderes esmagou a terceira via

Por Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 30 Maio 2022, 17h33 - Publicado em 27 Maio 2022, 11h22

A nova rodada da pesquisa Ipespe, divulgada nesta sexta-feira, 27, mostra um verdadeiro “arrastão” de Lula e Jair Bolsonaro nos eleitores brasileiros, que acabou por esmagar a chamada terceira via, em apenas um ano.

De acordo com o instituto, a soma dos dois candidatos em maio do ano passado era de apenas 58%. Em novembro de 2021, subiu para 67%. Hoje, em maio de 2022, chegou a impressionantes 79%.

Como mostrou a capa de VEJA, Simone Tebet fica, diante desse quadro, com a dificílima missão de tentar romper a polarização entre os dois candidatos líderes das pesquisas, após nomes de centro, com mais peso na política que ela, fracassarem.

A coluna já havia mostrado, durante a semana, que a faixa de possibilidade de crescimento da candidata do MDB à Presidência era exatamente essa cristalizada pela nova rodada da Ipespe.

Continua após a publicidade

Entre um ex-presidente popular, que deixou o governo com alta aprovação, e um presidente no exercício do mandato com rejeição alta, com a máquina na mão, sobrou pouco espaço para a viabilidade de qualquer outro projeto político.

Para Simone Tebet iniciar sua “missão impossível”, existe apenas uma faixa de 10%, 15%, já que uma parte dos eleitores sempre vota branco ou nulo. Nela, existem brasileiros que ainda buscam um candidato diferente desses dois oferecidos ao público.

É sempre bom lembrar de Ciro Gomes, que obteve 13% dos votos na última eleição, e hoje, de acordo com Ipespe, tem entre 4% e 8%, se os nomes dos postulantes à Presidência são apresentados ou não aos entrevistados.

Continua após a publicidade

Neste último levantamento do Ipespe, Lula oscilou 1 ponto porcentual para mais, indo de 44% para 45%, enquanto Bolsonaro cresceu 2 pontos, passando de 32% para 34%.

Como mostrou o Radar, a diferença entre os dois atingiu a menor de toda a série de sondagens do instituto, iniciada em janeiro de 2020, ao mesmo tempo que ambos também cresceram nas intenções de voto.

A diferença de 11 pontos, contudo, é bem menor que a do Datafolha, de 21 pontos, que a coluna mostrou nesta quinta-feira. Nela, Lula vence a eleição no primeiro turno.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.