Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

A nova cartada de Bolsonaro para tirar o TSE e Fachin do foco

Corte não tem tempo para punir propagandas antecipadas do presidente 

Por Matheus Leitão Atualizado em 30 Maio 2022, 17h35 - Publicado em 25 Maio 2022, 11h20

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está tão ocupado se defendendo dos ataques infundados que recebe do bolsonarismo que não tem tempo para fazer uma de suas atividades mais importantes: analisar a propaganda eleitoral antecipada que o presidente Jair Bolsonaro vem fazendo com suas motociatas, aglomerações e até uma (inédita) lanchaciata.

O presidente tem uma estratégia muito bem elaborada, mas maquiavélica, que faz muito mal ao país. Ele ataca o processo eleitoral, motiva seus apoiadores a fazerem o mesmo e tira o foco do TSE e do ministro Edson Fachin em um ano decisivo para o Brasil.

Desde abril, Bolsonaro já esteve em motociatas em São Paulo, Cuiabá, Rio Verde, Ribeirão Preto, Rio Grande do Sul e Maringá. Num intervalo de cinco dias, fez três eventos como esse com apoiadores gritando seu nome numa clara demonstração eleitoral.

No dia 15, participou de uma lanchaciata em Brasília e fez declarações claramente eleitoreiras contradizendo coisas que ele mesmo disse no passado.

Se for analisar a fundo o objetivo desses eventos, o TSE provavelmente chegará à conclusão de que está havendo propaganda antecipada. O PT, inclusive, acionou o tribunal em abril utilizando esse argumento.

Outros candidatos também têm realizado eventos que podem ser encaixados como propaganda antecipada, mas os holofotes são maiores sobre o Presidente da República. Bolsonaro tem a máquina nas mãos, pode fazer barganhas em troca de apoio e ainda aparece nessas manifestações para tentar mostrar alguma força eleitoral.

É uma pena que o TSE esteja tão ocupado tentando reafirmar que o nosso processo eleitoral é extremamente seguro – o que já está mais do que comprovado – que não consegue punir essas atitudes proibidas em lei e que precisam ser controladas antes que ganhem contornos ainda mais graves.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)