Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Tarcísio recebe afagos de Lula em Santos e ouve da plateia: ‘Volta pro PT’

Presidente falou em 'restaurar a normalidade' e fez acenos ao governador de SP

Por Victoria Bechara Atualizado em 9 Maio 2024, 10h42 - Publicado em 2 fev 2024, 12h21

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), estiveram juntos nesta sexta-feira, 2, para o evento em comemoração aos 132 anos do Porto de Santos, que o petista chamou de “ato civilizatório”. Em um clima descontraído, os dois trocaram afagos e firmaram a parceria para a construção de um túnel que ligará as cidades de Santos e Guarujá.

“Nós estamos em um ato civilizatório. Esse ato aqui, mais do que o anúncio, significa que precisamos restaurar nesse país a normalidade, e a normalidade é a gente respeitar o direito à diferença”, declarou Lula, que ainda fez uma referência aos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023, em Brasília. “Disputamos com Tarcísio e perdemos as eleições. Não dá para dar um golpe em São Paulo, invadir um prédio. É voltar para casa e se preparar para disputar outra vez. E respeitar o direito do exercício da função de quem ganhou as eleições, senão a democracia fica capenga”, acrescentou. 

O presidente disse ainda que não faltará respeito ao papel exercido por Tarcísio e que não está beneficiando o governador, mas o estado “mais importante” da federação. “Nunca, em oito anos de Presidência, eu tratei São Paulo diferente porque o governador não pertencia ao meu partido. Quero te dizer, Tarcísio, que você terá da Presidência da República tudo aquilo que for necessário”, disse. 

Enquanto Lula discursava, Tarcísio e ministros do governo caíram na risada ao ouvir alguém na plateia gritar “Volta pro PT, Tarcísio”. O governador, porém, também foi vaiado por alguns apoiadores do presidente durante a cerimônia.

Continua após a publicidade

O túnel Santos-Guarujá

O governo federal anunciou que serão investidos 5,8 bilhões de reais na construção do túnel. O empreendimento está incluído do Novo PAC e será financiado por uma parceria público-privada. A obra é prometida há mais de 90 anos, mas nunca saiu devido a entraves políticos entre o governo federal e as gestões paulistas. A expectativa é que o túnel beneficie mais de 5 milhões de pessoas. 

O acordo foi firmado em uma reunião entre Tarcísio e Lula no Palácio do Planalto. Antes, o governo federal queria executar sozinho a obra, mas foi convencido a dividir a operação com o governador, outro interessado nos dividendos políticos do empreendimento.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.