Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O que pensam os portugueses sobre a presença de brasileiros em Portugal

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas publicado nesta terça, 27, mediu o impacto da imigração

Por Da Redação Atualizado em 9 Maio 2024, 10h00 - Publicado em 27 fev 2024, 08h49

Nos últimos anos foram batidos sucessivos recordes referentes à presença de brasileiros em Portugal. A despeito de alguns episódios de discriminação, das inevitáveis trombadas culturais e dos relatos de desconforto com a presença de tantos estrangeiros em terras lusitanas (um dos efeitos colaterais foi a explosão de preços no mercado imobiliário em cidades como a capital Lisboa), o movimento ainda é visto de forma positiva pela maior parte dos europeus.

Para 41,4% dos portugueses, a presença de brasileiros em seu país é considerada positiva, enquanto 20,5% da população local reprova os visitantes e 36,9% se dizem indiferentes. Os dados constam em levantamento publicado nesta terça-feira, 27, pelo Instituto Paraná Pesquisas.

A pesquisa indica, ainda, que a grande maioria da população de Portugal não tem qualquer desejo de morar no Brasil. Entre os entrevistados, 64,4% afirmaram que “nunca se mudariam” para cá, enquanto 26,1% dizem considerar a possibilidade e apenas 3,1% responderam que “com certeza” fariam a mudança.

Variação regional

Também de acordo com o levantamento, a receptividade aos brasileiros varia consideravelmente conforme as divisões geográficas em Portugal. A maior hospitalidade é observada no Algarve, região litorânea mais ao sul do país europeu, onde 57,5% dos moradores expressaram opinião positiva sobre a presença de pessoas vindas do Brasil. Em contrapartida, a rejeição mais alta foi registrada nas regiões Norte e Central portuguesas, com 25,5% e 21,8%, respectivamente, de respostas negativas.

Continua após a publicidade

Já o desejo de viver no Brasil foi visto com mais frequência no Alentejo, região litorânea no Oeste de Portugal em que 37,7% dos moradores considerariam mudar-se para cá. No Norte português, por outro lado, mais de dois terços dos habitantes disseram que jamais fariam a imigração.

O Instituto Paraná Pesquisas entrevistou 840 pessoas em Portugal, por telefone, entre os dias 8 e 17 de fevereiro. A margem de erro do levantamento é estimada em 3,4 pontos percentuais.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.