Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Deltan usa até fake news como argumento contra o PL das Fake News

Deputado compartilhou uma notícia falsa sobre a proposta e acabou levando uma invertida do relator, Orlando Silva

Por Da Redação
Atualizado em 25 abr 2023, 16h26 - Publicado em 25 abr 2023, 15h24

O deputado federal Deltan Dallagnol (Podemos-PR), ex-procurador da República e ex-coordenador da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, está em franca campanha contra o Projeto de Lei 2630/2020, que ficou conhecido como PL das Fake News — ele está fazendo uma série de postagens em suas redes sociais para mobilizar seus seguidores contra a iniciativa, cuja urgência para tramitação na Câmara pode ser votada até esta quarta-feira, 26.

O parlamentar compartilhou, inclusive, uma notícia falsa sobre a proposta e acabou levando uma invertida do relator do projeto, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP). Em sua conta do Twitter, Deltan publicou que até alguns versículos da Bíblia serão “banidos” das redes sociais se o projeto for aprovado, o que não é verdade. “Até a fé será censurada se nós não impedirmos a aprovação do PL da Censura”, disse. A proposta não cita nenhum versículo bíblico. Um trecho do texto determina, pelo contrário, que as medidas para vedar o funcionamento de contas inautênticas nas redes sociais não implicarão na restrição à manifestação artística, intelectual ou de conteúdo satírico, religioso, político, ficcional, literário, ou a qualquer outra forma de manifestação cultural.

Orlando Silva rebateu a postagem de Dallagnol e o acusou de compartilhar fake news. “É por esse tipo de indignidade que as redes sociais estão cheias de discurso de ódio e desinformação. Quem lucra com essa campanha mentirosa, que explora a fé alheia para politicagem barata, deputado? Só reforça a urgência da regulação”, escreveu. 

Continua após a publicidade

Além da notícia falsa, o ex-procurador compartilhou vídeos contra o projeto de lei, publicou um artigo no jornal Gazeta do Povo sobre o tema e reforçou um tuíte do deputado bolsonarista Luiz Phillipe de Orleans e Bragança (PL-SP), que mostra que 260 parlamentares ainda não teriam se posicionado sobre o projeto em um site chamado “PL da Censura”.

Ele ainda replicou uma postagem do diretor-executivo e dono do Twitter, Elon Musk, que diz “não censure para não ser censurado”.

Lavajatistas

Deltan não é o único ex-integrante da Lava-Jato — ou a ela ligado — que está na cruzada contra o PL das Fake News. O ex-juiz e agora senador Sergio Moro (União-PR) também fez publicações críticas ao projeto, e sua esposa, deputada federal Rosangela Moro (União-SP), pediu nas redes sociais “não ao PL da Censura”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.