Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Como Lula justificou indicação de petista em ministério desejado por Tebet

Ex-governador do Piauí e senador eleito Wellington Dias (PT) comandará Desenvolvimento Social, pasta responsável pelo Bolsa Família

Por Da Redação
Atualizado em 22 dez 2022, 12h02 - Publicado em 22 dez 2022, 11h59

Ao anunciar uma série de nomes para compor seu ministério a partir de janeiro, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) justificou a escolha do ex-governador do Piauí e senador eleito Wellington Dias (PT) para comandar o Desenvolvimento Social, responsável pelo combate à fome e pelo programa Bolsa Família, uma das principais vitrines do PT.

O nome de Dias foi um dos poucos anunciados nesta quinta-feira, 22, junto com uma justificativa — provavelmente porque a pasta era almejada pela senadora Simone Tebet (MDB-MS), uma das principais aliadas de Lula no segundo turno e a quem se credita boa parte dos votos dos eleitores de centro que o petista conseguiu angariar.

“Tem duas coisas importantes no Piauí: foi o estado que nós começamos o primeiro combate à fome, na cidade de Guariba (na verdade, Guaribas), e foi o estado que eu tive mais voto nessa eleição agora. Então, merecidamente”, disse Lula, ao cumprimentar Dias pelo novo cargo. No Piauí, Lula teve 76,83% dos votos, a melhor marca do país.

Nos últimos dias, petistas intensificaram a pressão sobre o presidente eleito para que ele não entregasse um ministério tão importante para uma aliada de outro partido. A decisão, é claro, deve descontentar os que esperavam que o novo governo refletisse a frente ampla de legendas que levou Lula à vitória.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.