Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

2024: deputado bolsonarista lidera na segunda maior cidade do Paraná

Filipe Barros (Pl-PR) é um dos principais apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro no Congresso; levantamento foi feito pelo instituto Paraná Pesquisas

Por Da Redação
Atualizado em 6 dez 2023, 10h36 - Publicado em 6 dez 2023, 10h36

O deputado federal Filipe Barros (PL-PR) é o principal favorito para conquistar a prefeitura de Londrina na eleição de 2024, segunda maior cidade do Paraná, com mais de 550.000 habitantes, de acordo com levantamento feito entre os dias 1 e 4 de dezembro pelo instituto Paraná Pesquisas e divulgado nesta quarta-feira, 6.

No principal cenário, Filipe Barros tem 31,2% das intenções de voto, seguido pelo deputado estadual Tiago Amaral, do PSD do governador Ratinho Jr, que tem 24,4% — eles estão em situação de empate técnico no limite da margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Na sequência aparecem o vice-prefeito João Mendonça (Podemos), com 7,3%; o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná, Fernando Moraes (sem partido), com 6,3%, e Isabel Muniz (PT), com 6,2%.

Entre os entrevistados, 16,3% disseram que irão votar em branco, nulo ou nenhum, enquanto 8,3% não souberam ou não responderam. A pesquisa ouviu 808 eleitores em Londrina.

Continua após a publicidade

Em um outro cenário pesquisado pelo instituto, sem Tiago Amaral, Filipe Barros lidera com maior folga, com 43,1% das intenções de voto contra 10,8% de João Mendonça. O atual prefeito Marco Belinatti (PP) está no segundo mandato e não pode mais concorrer.

Ascensão bolsonarista

Filipe Barros foi vereador de Londrina entre 2017 e 2019 e sua ida para Brasília está ligada à onda bolsonarista que tomou conta do país em 2018. Na cidade, ele era militante do MBL (Movimento Brasil Livre) e atuava em campanhas de tom conservador pela vida e pela família. Elegeu-se deputado federal em 2018 com 75.326 votos e foi reeleito com mais que o triplo de votos no passado (249.507).

Na Câmara dos Deputados, tornou-se um dos rostos mais conhecidos do chamado “bolsonarismo raiz”, o grupo de parlamentares fieis ao ex-presidente Jair Bolsonaro.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.