Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

José Casado

Por José Casado
Informação e análise
Continua após publicidade

Eleitores se dizem satisfeitos e contam como decidiram o voto no 1º turno

Ampla maioria se diz satisfeita com a vida e quase metade conta ter definido candidato em conversas familiares e na análise do desempenho em debates

Por José Casado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 18 out 2022, 08h10 - Publicado em 18 out 2022, 08h00

Os candidatos à presidência se ofendem num ritual de demonização do adversário, mas não conseguem mudar o humor dos eleitores: 76% dizem que se sentem satisfeitos com a vida que estão levando.

Os insatisfeitos são minoria (23%) — um terço deles integra famílias onde a renda chega no máxilulmo a um salário mínimo mensal (R$ 1.212).

.
(./VEJA)

É o que mostra pesquisa realizada pelo Ipec na semana passada, com duas mil entrevistas em 130 municípios. Os resultados apurados, no conjunto, permitem um breve passeio pela cabeça do eleitorado.

Continua após a publicidade

Aspecto interessante é o do processo de decisão de voto. No primeiro turno, quase metade definiu seu candidato a partir de conversas com a família (49%) e da análise do desempenho dele em debates eleitorais (47%).

No dia da eleição, oito de cada dez saíram de casa decididos a votar a favor de um candidato porque, realmente, acreditaram e gostaram do escolhido.

.
(./VEJA)

Parcela minoritária (15%) diz ter ido às urnas motivada pela rejeição. Votou para impedir que um candidato tivesse desempenho melhor do que o seu preferido. Esse tipo de atitude ficou mais evidente entre eleitores do Sudeste (19%).

.
(./VEJA)

Nove de cada dez já escolheram em quem pretendem votar na rodada final, no domingo 30. Independente da intenção de voto de cada um, a expectativa majoritária (55%) é a de que Lula deve vencer a disputa presidencial. É notável, porém, a dissonância do eleitorado da região Sul: ali, a prevalece a aposta (47%) na vitória de Bolsonaro.

Continua após a publicidade

Ontem, o Ipec divulgou uma atualização da pesquisa. Ela confirma a estabilidade nas intenções de voto numa eleição apertada com favoritismo de Lula (50%) em relação a Jair Bolsonaro (43%).

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.