Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Em Cartaz

Por Raquel Carneiro Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Do cinema ao streaming, um blog com estreias, notícias e dicas de filmes que valem o ingresso – e alertas sobre os que não valem nem uma pipoca
Continua após publicidade

‘Nosso Sonho’: como filme sobre Claudinho e Buchecha aborda acidente fatal

Pioneira do 'funk melody' no Brasil, dupla chegou ao fim com a trágica morte de Claudinho em uma batida de carro

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 13 Maio 2024, 21h01 - Publicado em 21 set 2023, 14h58

Em cartaz nos cinemas, a cinebiografia Nosso Sonho retrata a trajetória da popular dupla Claudinho & Buchecha, uma das pioneiras do estilo funk melody no Brasil que explodiu nas paradas musicais no final da década de 1990. Estrelada por Juan Paiva (Buchecha) e Lucas Penteado (Claudinho), o filme narra de forma tocante a história de dois amigos de infância de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, e que, após um tempo separados, se reencontraram na adolescência no Morro do Salgueiro, uma comunidade carioca. Foi lá que eles participaram de um concurso de rap e em pouco tempo se tornaram um fenômeno no país com músicas que falavam sobre amizade, amor e diversão sem palavras de baixo calão em suas letras. Entre seus maiores hits estão Só Love, Nosso Sonho, Quero Te Encontrar e Fico Assim Sem Você.

A dupla chegou ao fim em 13 de julho de 2002, quando Claudinho sofreu um acidente de carro fatal ao voltar de um show no interior de São Paulo. Após uma apresentação em Lorena, Claudinho avisou Buchecha que voltaria para o Rio em seu próprio carro, na companhia do empresário. O veículo saiu da pista e bateu em uma árvore. O cantor, que estava sentado no banco de carona, morreu na hora. A van que transportava Buchecha e o resto da equipe vinha logo atrás do carro. Nosso Sonho não mostra a batida de carro em si, priorizando a reação de Buchecha ao encontrar a cena do acidente e se desesperando. “Com a morte do Claudinho, eu fiquei em depressão por três anos”, ressalta o personagem de Paiva no longa.

Com boas atuações de Juan Paiva e Lucas Penteado, que emularam com facilidade o carisma e as personalidades de Claudinho e Buchecha, o filme emociona na medida certa com sequências poéticas sobre a simplicidade e humildade que tornaram a dupla um sucesso instantâneo, além de jogar luz nos bastidores das vidas íntimas dos amigos e o processo criativo das músicas, além dos “passinhos” que viraram sensação pelo Brasil e os levaram a turnês mundo afora. A obra também não se furta de mostrar a relação conturbada de Buchecha com seu pai, músico e alcoólatra, e também homenageia Claudinho lhe dando uma aura mística e profética, indicando que o artista sentia que morreria precocemente — os detalhes dessa construção configurariam como spoiler e podem ser conferidas em Nosso Sonho.

View this post on Instagram

A post shared by Buchecha (@buchecha)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.