Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

É tudo história

Por Coluna
O que é fato e ficção em filmes e séries baseados em casos reais
Continua após publicidade

O que é fato na versão de ‘The Crown’ dos últimos dias de Diana

Noivado, última conversa com os filhos e ida a Paris: as lacunas deixadas pela vida real que a série decidiu preencher

Por Thiago Gelli Atualizado em 9 Maio 2024, 19h59 - Publicado em 20 nov 2023, 15h34

Em sua última temporada, o seriado The Crown assumiu o desafio colossal de representar os últimos dias de vida da princesa Diana, morta em 1997 em um acidente automobilístico em Paris. Cheio de lacunas às quais ninguém tem acesso — já que ela morreu com o namorado, Dodi, com quem passou estes dias –, os momentos derradeiros da tragédia são fonte de especulações desde então. Com Elizabeth Debicki no papel da princesa, o seriado imagina o que pode ter acontecido, dramatizando estes intervalos em branco a fim de também refletir sobre como a tragédia abalou o mundo. Confira aqui o que é fato e o que é ficção nos episódios:

A viagem a Paris

Elizabeth Debicki como Diana em The Crown - perseguição constante
Elizabeth Debicki como Diana em The Crown – perseguição constante (//Netflix)

Diana morreu logo após chegar à cidade das luzes, mas seu desejo verdadeiro — como mostrado em The Crown — era ir para outro lugar. Na realidade, ela planejava voltar para Londres para ver os filhos, plano interrompido pela insistência de Dodi para passar por Paris antes — na série, o empresário egípcio fez isso por insistência do pai para pedi-la em casamento. Os planos da princesa, aliás, eram bem diferentes para aquele verão. Ela queria viajar com os filhos para os Hamptons, costa leste dos Estados Unidos. Meses antes de embarcar, ela havia pedido ao amigo Teddy Forstmann — empresário bilionário com o qual teve um breve caso — que lhe encontrasse uma casa de veraneio na região. Segundo o empresário, Diana temia perder os filhos para o estilo de vida da realeza, e esperava encantá-los com a estadia nos Estados Unidos, para onde pretendia se mudar. Após encontrar uma casa, porém, ela teria negado a ideia, aconselhada por sua equipe de segurança, que considerou a paisagem aberta do local pouco segura. De acordo com ele, Lady Di não tinha qualquer intenção de passar o verão com o clã Al-Fayed, mas cedeu por falta de opções: “Ela estava se cansando daquilo e queria ver William e Harry antes que eles voltassem às aulas”, disse.

O pedido de casamento

Elizabeth Debicki e Khalid Abdalla como Diana e Dodi em 'The Crown' -
Elizabeth Debicki e Khalid Abdalla como Diana e Dodi em ‘The Crown’ – (//Netflix)

Outra lacuna histórica muito debatida é se a princesa teria de fato noivado com Dodi Al-Fayed — narrativa defendida pelo pai de Dodi. Segundo uma amiga de Diana, Annabel Goldsmith, a loira teria afirmado desejar um novo matrimônio “tanto quanto a uma reação alérgica no rosto” — informação corroborada por outra integrante do círculo social, Rosa Monckton, que afirma que a princesa ainda era apaixonada por seu último namorado, Hasnat Khan, cirurgião cardiológico com quem esteve por dois anos. O relacionamento de Diana e Fayed durou dois meses, mas a especulação sobre um pedido de casamento foi intensa e dominou os tabloides da época. Após o acidente, um anel com os dizeres Dis-moi Oui (“me diga sim” em francês) foi encontrado no apartamento do magnata, mas não há evidência de que o pedido chegou a acontecer, ou de que Diana aceitou a proposta — especialmente pelo fato de que ela não estava usando o anel. Logo, The Crown optou enfaticamente pela narrativa de que a princesa não possuía qualquer intenção de se casar com o namorado, o que a personagem afirma repetidamente nos episódios 3 e 4 da temporada.

A última conversa com os filhos

Diana e filhos
Realeza em ‘The Crown’: atores na pele de Harry, Diana e William (//Netflix)

William e Harry estavam na Escócia e tinham 15 e 12 anos, respectivamente, quando a mãe morreu. Antes do acidente, porém, eles tiveram uma última ligação de telefone, também dramatizada na série. Segundo um depoimento de William ao documentário Diana, Our Mother: Her Life and Legacy, de 2017, ambos estavam apressados para encerrar a ligação, exibindo um comportamento juvenil comum: “Harry e eu estávamos com uma pressa desesperada para nos despedirmos. Se eu soubesse o que aconteceria, não teria sido tão indiferente sobre isso e tudo mais”, disse. Já seu irmão afirmou não lembrar o que havia dito, mas afirma se arrepender “pela vida inteira” por conta da curta duração da conversa. Na série, William diz ter pouco tempo para falar por conta do jantar. Em resposta, Diana tenta puxar conversa perguntando sobre a Escócia e discute brevemente a prática do filho com caça de animais silvestres, até que o pequeno Harry puxa o telefone para si e a questiona sobre sua volta ao Reino Unido. Diana assegura que reencontrará os filhos no dia seguinte, e eles então caçoam de seu namorado em tom provocativo, mas doce. A conversa termina quando William pergunta se ela se casará com Dodi, o que ela nega. 

Continua após a publicidade

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.