Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

É tudo história Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Coluna
O que é fato e ficção em filmes e séries baseados em casos reais
Continua após publicidade

A história real que inspirou o filme À Procura da Felicidade

Baseado na vida de Chris Gardner, longa é exibido na Sessão da Tarde, da Globo, nesta quinta, 27

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 10h58 - Publicado em 28 mar 2024, 10h00

Filme em exibição na Sessão da Tarde nesta quinta-feira, 28, À Procura da Felicidade é baseado na vida real de Chris Gardner, um americano que passou por dificuldades parecidas com a do personagem interpretado por Will Smith. No longa, Chris e seu filho, Christopher (Jaden Smith, também filho do ator realidade), de cinco anos, chegam a morar na rua enquanto o pai faz de tudo para conseguir sustentá-los em São Francisco, nos Estados Unidos, na década de 1980. A comovente trajetória rendeu a Will Smith uma indicação ao Oscar, mas só acompanha um ano da vida de Chris Gardner.

De acordo com o livro de memórias do próprio Chris Gardner publicado em 2006, sua infância foi difícil em Milwaukee, Wisconsin, em meio à pobreza e com um pai ausente, além de um padrasto abusivo. Menino, chegou a ser abrigado em lares temporários por alguns períodos após sua mãe, Bettye Jean, ser presa após tentar matar o marido para se defender de suas agressões. Após se formar na escola, ele passou quatro anso na Marinha dos Estados Unidos. Depois, se mudou para a Califórnia para tentar a vida.

Enquanto o filme mostra Gardner na juventude como um vendedor falido após investir em scanners portáteis de densidade óssea, na verdade ele vendia diversos tipos de suprimentos médicos. De fato, quando estava com 27 anos, ele precisou dormir na rua, em banheiros públicos e em abrigos da cidade com seu filho, mas a criança tinha apenas 14 meses de idade — e não 5 anos como o personagem de Jaden Smith.

Em À Procura da Felicidade, Gardner recebe a oportunidade de estagiar em uma grande empresa após impressionar um executivo ao resolver um cubo mágico durante uma corrida de táxi. Segundo a biografia dele, sua oportunidade de estágio na Dean Witter Reynolds surgiu apenas de sua habilidade comunicativa ao conhecer um corretor da bolsa e ao passar em um teste, marcando sua entrada no mercado financeiro. Com o tempo, ele conseguiu se tornar um corretor da bolsa bem-sucedido e atualmente dá palestras falando de sua jornada de superação. Sua fortuna era estimada em 60 milhões de dólares em 2016, segundo a BBC.

Continua após a publicidade
View this post on Instagram

A post shared by Chris Gardner (@ceoofhappyness)

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.