Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

É tudo história

Por Coluna
O que é fato e ficção em filmes e séries baseados em casos reais
Continua após publicidade

A história real de ‘Superação: O Milagre da Fé’, filme da Sessão da Tarde

Longa conta história de adolescente que voltou à vida após oração da mãe

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 11h16 - Publicado em 18 mar 2024, 15h00

Filme da Sessão da Tarde desta segunda-feira, 18, Superação: O Milagre da Fé é baseado na história real de adolescente John Smith, que caiu em um lago congelado nos Estados Unidos, foi dado como morto por médicos, mas voltou à vida após uma oração de sua mãe. No longa exibido pela Globo, a atriz Chrissy Metz, da série This is Us, intepreta a mãe adotiva do jovem, Joyce Smith, enquanto ele é vivido pelo ator Marcel Ruiz.

Na vida real, o acidente aconteceu em 19 janeiro de 2015, quando John passeava com sua família em Lake St. Louis, pequena cidade no interior do Estado do Missouri. Apesar de ter sido rapidamente socorrido pelos bombeiros locais, ele ficou submerso nas águas gélidas por quinze minutos. Levado ao hospital, foi dado como morto após 45 minutos sem pulso. Inconformada, Joyce Smith, gritou uma oração aos prantos ao lado do corpo até ouvir o inesperado: a pulsação do menino voltar.

O que aconteceu com John Smith?

John Smith foi adotado criança por Joyce e seu marido, Brian, na Guatemala. Após sobreviver ao acidente, ele passou a viajar pelos Estados Unidos dando palestras sobre sua história. Hoje, ele tem 23 anos, é casado com Abigail Elise, com quem tem um filho pequeno.

Bilheteria de O Milagre da Fé

Na época de seu lançamento no Brasil, Superação: O Milagre da Fé (2019) somou 15 milhões de reais em bilheteria e 1,1 milhão de espectadores em duas semanas em cartaz. Em entrevista a VEJA em 2019, a diretora Roxann Dawson falou da experiência com a produção considerada gospel e como passou um tempo com a família Smith. “Antes de escolher as locações para o filme, passei um fim de semana com eles. Almoçamos juntos, fiquei um tempo na casa em que eles moram, fomos à igreja que eles frequentam. Também visitei o hospital onde John foi atendido, assim como os bombeiros que responderam ao chamado inicial. Queria saber a história do ponto de vista de outras pessoas. Foi importante mergulhar na realidade daquela comunidade. Foi aí que surgiu minha inspiração”, disse.

Continua após a publicidade

“Para além de um milagre ter acontecido, o que me marcou foi o envolvimento de toda uma comunidade. Foram muitas pessoas trabalhando rapidamente no resgate dele. Os bombeiros que tiraram John da água não tinham esperança de que ele sobrevivesse. Os médicos insistiram em ressaltar como o caso desafiava qualquer histórico da medicina. E todos ainda ficam muito emocionados ao falar sobre o assunto. Foi essa comunidade que me fez perceber que a história não era só sobre um milagre, mas sim sobre as pessoas em torno do milagre”, completou.

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.