Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Augusto Nunes

Por Coluna Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Começou a votação na enquete: Jandira Feghali, Jean Wyllys, José de Abreu, Letícia Sabatella, Marco Aurélio Mello e Pedro Paulo Teixeira lutam pelo troféu de abril

Confira a ficha resumida de cada um e os trunfos eleitorais dos candidatos

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h53 - Publicado em 27 abr 2016, 09h02

montagem 3 - HSV abril

Começou a votação na enquete que elegerá o Homem sem Visão de Abril. Com a entrada na disputa do lançador de cuspe José de Abreu, são seis os concorrentes ao troféu mensal. Confira a ficha resumida e as bandeiras de campanha de cada candidato:

JANDIRA FEGHALI

jandira feghali 3

Deputada federal pelo PCdoB do Rio de Janeiro, entrou na briga de foice com o apoio unânime do partido. Nenhum dos dez deputados da sigla conseguiu enxergar qualquer tipo de crime nas pedaladas bilionárias de Dilma Rousseff. Na disputa de março, a candidata que vê na cusparada uma bonita manifestação de tolerância conquistou a medalha de bronze ao estrear como repórter aprendiz no dia em que Lula foi obrigado a depor na Polícia Federal. Enquanto Jandira festejava a serenidade do grande líder (“Ele está muito tranquilo, muito seguro das suas informações”), ouvia-se a voz de Lula rasgando a fantasia: “Eles que enfiem no c* todo o processo”.

Continua após a publicidade

 

JEAN WYLLYS

jean-wyllis

Deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro, o vencedor do Big Brother Brasil 5 destacou-se na sessão que aprovou o impeachment de Dilma com o uso da cuspida como arma de combate a golpes constitucionais. O manual da cuspida elaborado por Wyllys recomenda esperar que o alvo fique de costas, sair em desabalada carreira depois de lançado o jato de saliva e ficar escondido atrás de colegas de bancada, simpatizantes e transeuntes. Só depois de garantida essa blindagem o cuspidor deve fingir que quer continuar a briga, berrando que o agredido é “covarde” e “canalha”.

Continua após a publicidade

 

JOSÉ DE ABREU

josé de abreu 2

Melhor aluno do curso “Bravura & Refinamento”, de Jean Wyllys, o eterno coadjuvante José de Abreu entrou na disputa depois de cuspir num casal que o criticara enquanto jantava num restaurante japonês em São Paulo. Pelo twitter, vangloriou-se: “Acabei de ser ofendido num restaurante paulista. Cuspi na cara do coxinha e da mulher dele! Não reagiu! Covarde. Advogado carioca…” A cena gravada por outro cliente desmoraliza a versão. Depois da cusparada, Zé de Abreu usou um escudo de garçons para escapar do contra-ataque do agredido. Ele dedicou o ato a Jean Wyllys. José de Abreu nunca foi protagonista também no HSV. Na última vez que concorreu, em agosto de 2015, foi derrotado por Luis Fernando Verissimo.

Continua após a publicidade

 

LETÍCIA SABATELLA

leticia sabatella

Um dos destaques do batalhão de intelectuais e artistas que enxergam no impeachment autorizado pela Constituição um golpe de extrema-direita, Letícia Sabatella combate a medida legal com manifestos e comícios ilegais no Palácio do Planalto. A atriz da Globo enxerga no movimento pelo afastamento da presidente um complô estimulado pela mídia golpista, que inclui a emissora onde trabalha. Numa discurseira no Planalto, Letícia garantiu que “não querem tirar Dilma pelos erros, mas pelos acertos”. Falta agora descobrir os acertos que ninguém viu. Nem ela.

Continua após a publicidade

 

MARCO AURÉLIO MELLO

mello

Primeiro a inscrever-se na eleição de abril, Marco Aurélio Mello entrou na disputa com o apoio público de Teori Zavascki, campeão de março, que aproveitou o discurso da vitória para celebrar os méritos do camisa 10 do time da toga. O ministro do Supremo Tribunal Federal impressionou fortemente seus colegas com a invenção do impeachment do vice-presidente da República. Marco Aurélio pode ampliar as proezas do tribunal com outro recorde: dos quatro troféus entregues em 2016, três estarão nas mãos de integrantes do Supremo.

Continua após a publicidade

 

PEDRO PAULO TEIXEIRA

PEDRO PAULO CAPA ARTIGO

Secretário municipal de Governo do Rio de Janeiro e candidato à prefeitura apoiado por Eduardo Paes, Pedro Paulo Teixeira conseguiu enxergar numa onda que batizou de “evento novo” a responsabilidade pelo desabamento da ciclovia Tim Maia, inaugurada há três meses depois de engolir R$ 45 milhões. Os argumentos de Pedro Paulo confirmaram que ele só entende de choques entre casais.

São seis feras na jaula, leitores-eleitores! Não deixe de participar da única eleição que permite votar sem remorso em gente que ninguém merece! E que vença o pior!

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.