Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Milhões de americanos estão sem eletricidade após tempestade

Por Mandel Ngan - Atualizado em 6 maio 2016, 16h31 - Publicado em 1 jul 2012, 17h11

Milhões de americanos seguiam sem eletricidade neste domingo, quase dois dias após as fortes tempestades que atingiram o leste dos Estados Unidos, região afetada por uma onda de calor sem precedentes.

Ao menos onze pessoas morreram nas tempestades da noite de sexta-feira, que levaram os Estados de Maryland, Virgínia, Virgínia Ocidental e Ohio a decretar o estado de emergência.

O presidente Barack Obama se reuniu com os governadores dos quatro Estados para “apresentar suas condolências pela perda de vidas e manifestar sua preocupação com a população, que ainda enfrenta a destruição de seus bens e a falta de eletricidade”, informou a Fema.

No total, 3,7 milhões de residências ficaram sem energia na madrugada de sábado, e a recuperação do sistema elétrico “volta lentamente”, declarou neste domingo o governador da Virgínia Ocidental, Earl Ray Tomlin. “Ainda temos 500 mil residências sem eletricidade”.

Publicidade

Pepco, fornecedora de energia à região de Washington, informou que precisará de uma semana para restabelecer os serviços para todos os clientes.

Após as tempestades, os termômetros marcam 38 graus em muitas zonas, o que faz prever novas tormentas e fortes ventos, advertiram os serviços de meteorologia.

“Os riscos de tempestades e de forte calor persistem em numerosos setores e pedimos à população que fique atenta às instruções das autoridades locais”, disse Craig Fugate, diretor da agência americana de gestão de crises (Fema).

“De San Luis, no Missouri, a Washington, as cidades devem se preparar para temperaturas recordes” nesta época, advertiu AccuWeather, de uma empresa privada de meteorologia.

Publicidade