Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Menores rãs do mundo são descobertas na Papua Nova Guiné

Animais do gênero 'Paedophryne' também são os menores vertebrados terrestres. Eles tem entre 8 e 9 milímetros de comprimento

As menores rãs do mundo, com um comprimento de 8 a 9 milímetros, ou seja, menos de um centímetro, foram encontrados na Papua Nova Guiné. Pertencem ao gênero Paedophryne, cujas espécies são todas diminutas. O anúncio foi publicado na edição de dezembro da revista ZooKeys.

As duas novas espécies ganharam os nomes Paedophryne dekot e Paedophryne verrucosa. Além de serem as menores rãs encontradas até agora, seu tamanho os torna os menores tetrápodes (vertebrados terrestres) do mundo. As espécies habitam as montanhas do sudoeste da Papua Nova Guiné e ilhas próximas. As rãs procuram comida em folhas de plantas pequenas e em musgo.

“A miniaturização ocorre em muitos gêneros de rãs ao redor do mundo”, afirma o autor da descoberta, Fred Kraus, do Museu Bishop, em Honolulu. “Mas elas parecem particularmente bem representadas aqui na Papua Nova Guiné, com sete gêneros apresentando o fenômeno. E embora a maioria dos gêneros tenha membros diminutos misturados com parentes maiores, o caso do Paedophryne é único, com todas as espécies minúsculas”, completa. As quatro espécies conhecidas tem o mesmo habitat.

O tamanho dos membros desse gênero impossibilita que os animais consigam escalar substâncias, como seus parentes maiores. Mas, segundo o autor, lhes dá a possibilidade de procurar comida em lugares onde rãs maiores não conseguem alcançar, como o musgo de pequenas folhas.

Também por causa do tamanho, as fêmeas dessas espécies não conseguem ter centenas de filhotes, como ocorre com rãs grandes. Cada uma delas produz apenas dois ovos e ainda não se sabe como funciona sua reprodução.