Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudo revela a idade real do túmulo de Jesus em Jerusalém

Pesquisadores confirmam que romanos foram os responsáveis pela construção do monumento, 300 anos após a morte de Cristo

Cientistas que investigam o lugar onde se encontra o túmulo para onde Jesus Cristo teria sido levado após sua crucificação,  em Jerusalém, comprovaram que os materiais de construção utilizados são do século IV — mais precisamente, de 326. Isso confirma crenças antigas de que os romanos construíram o monumento três séculos depois da morte de Jesus, afirmou nesta terça-feira um especialista que participou do estudo. Até então, apenas materiais de 1.000 anos atrás, quando o túmulo foi destruído e teve de ser reconstruído, haviam sido encontrados.

O estudo não oferece nenhuma evidência de que Jesus está ou não enterrado nesse local de Jerusalém, mas ratifica a crença histórica de que os romanos foram os responsáveis pela construção do monumento, no local onde se acreditava que Jesus havia sido sepultado, durante o reinado de Constantino, o primeiro imperador a se converter ao cristianismo.

“É uma descoberta muito importante porque confirma que foi Constantino, como afirmam as evidências históricas, o responsável por ter coberto o leito de rocha do túmulo de Cristo com as lousas de mármore do santuário”, afirmou Antonia Moropoulou, especialista em preservação da Universidade Técnica Nacional de Atenas, na Grécia, e coordenadora científica dos trabalhos de restauração.

É a primeira vez que se realiza esse tipo de estudo no local, que fica onde hoje é a Basílica do Santo Sepulcro, no interior de um santuário construído depois. A análise dos componentes da argamassa do local foi feita no âmbito de novos trabalhos de restauração do monumento — motivo pelo qual os cientistas decidiram abrir o lugar onde se acredita que Jesus foi enterrado pela primeira vez em muitos séculos.

A datação da argamassa mostra a continuidade histórica do lugar, desde a era bizantina, passando pelas Cruzadas e pelo período de antes e depois do Renascimento. Segundo as crenças tradicionais, Constantino construiu o monumento para Jesus no local onde se acreditava que ele foi enterrado, no início da transição do Império Romano do paganismo para o cristianismo, no século IV de nossa era. Outros monumentos foram construídos depois sobre o lugar.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Não muda nada. Deus é que nem cocaína, você usa, se achando o máximo. Quando na verdade estava vegetando, enquanto o tempo passa.

    Curtir

  2. Mauricio Mozart

    analfabetismo funcional. O estudo confirmou a história do cristianismo .

    Curtir

  3. Silvio e sandro, para seu conhecimento: o lugar é alvo de peregrinações em massa. Cristãos de todas as denominalções (é assim que voces falam, não é?). Segundo a wiki: “A Basílica do Santo Sepulcro é um templo cristão localizado no Quarteirão Cristão da Cidade Velha de Jerusalém onde, segundo a tradição (João 19:41-42), Jesus teria sido crucificado, sepultado e, ao terceiro dia, teria ressuscitado.[1] Administrada e repartida entre as igrejas Católica Romana, Católica Ortodoxa, Armena, Ortodoxa Copta, Ortodoxa Siríaca e a Igreja Ortodoxa Etíope, constitui um dos locais mais sagrados da cristandade.”
    Ou seja, o que vocês estão dizendo é pura água!!!

    Curtir

  4. Carlos Ebert

    Não existe nenhuma comprovação positiva da existência de um Jesus histórico. É só uma figura mítica, como tantas outras criadas por nós para nos aproximar de idealizações.

    Curtir

  5. Carlos Ebert

    Não existe nenhuma comprovação positiva da existência de um Jesus histórico. É só uma figura mítica, como tantas outras criadas por nós para nos aproximar de idealizações.

    Curtir

  6. sinesio gimene

    voce Carlos Ebert nao vai perder nada em acreditar em Cristo , melhor do que se arrebentar em campo de futebol e gritar vai corintia

    Curtir

  7. Sergio Vasconcelos

    Jesus foi enterrado no local chamado Gólgota, a Caveira, em aramaico, conforme os evangelhos. Este local existe e é bem perto da igreja do Santo Sepulcro, mas compatível com a descrição da bíblia. Ademais, até a rachadura pelo terremoto está registrado ! Não podemos nos esquecer que os Romanos destruíram o templo e a cidade de Jerusalém no ano 71 depois de Cristo, com quase todo o povo judeu sido assassinado ! Ora, além de afrontar os textos bíblicos não dá para falar em tradição oral pois desde a destruição de Jerusalém os judeus fugiram no que ficou conhecido como a Diáspora !

    Curtir