Clique e assine a partir de 9,90/mês

Conheça a vespa-do-mar, o ser vivo mais venenoso do mundo

Também chamada de cubomedusa, o animal é comum na costa nordeste da Austrália e foi responsável por mais 60 mortes no último século

Por Da redação - Atualizado em 23 Oct 2017, 16h06 - Publicado em 23 Oct 2017, 10h50

Nas águas dos oceanos Índico e Pacífico, perto da costa nordeste da Austrália e sudeste do continente asiático, vive o animal mais venenoso do mundo: a vespa-do-mar (Chironex fleckeri), uma espécie de medusa parecida com uma água-viva comum, mas muito mais letal. Essa criatura, também conhecida como cubomedusa, matou cerca de 60 pessoas no último século, segundo o site Animal Diversity Web, mantido pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos. A mortalidade do ataque depende da quantidade de veneno injetada no organismo – se um humano adulto entrar em contato com os seis metros de tentáculos deste animal, a morte é certa e pode ocorrer em poucos minutos.

Cinco minutos depois da picada, a vítima começa a sentir dor extrema e falta de ar, podendo notar alguns roxos espalhados pelo corpo. O veneno afeta também o sistema cardiovascular e pode resultar em uma parada cardíaca – propriedade que, segundo cientistas, tem potencial para ajudar no desenvolvimento de um medicamento para tratar doenças cardiovasculares.

O apelido de cubomedusa vem do formato quadrado do seu corpo, que é transparente e mede entre 16 e 24 centímetros. Mais de 60 tentáculos, cada um com milhões de nematocistos (microganchos responsáveis por liberar o veneno), partem da estrutura principal. Esses animais também possuem vários órgãos sensoriais, incluindo 24 olhos, mas não têm cérebro.

Embora as vespas-do-mar sejam capazes de matar humanos adultos, a maioria das mortes documentadas ocorre em crianças e jovens. Normalmente, esses animais vivem no fundo dos oceanos, mas podem viajar para áreas próximas à costa durante a época de reprodução. Por isso, para reduzir o número de ataques, redes foram instaladas em muitas praias onde as picadas desses animais costumam ocorrer. Mesmo assim, ainda há relatos de picadas todos os anos.

Continua após a publicidade

As vespas-do-mar são tão venenosas que possuem poucos predadores. Segundo os especialistas da Universidade de Michigan, apenas a tartaruga-verde (Chelonia mydas) é conhecida por se alimentar desses animais, pois tem uma pele grossa que não permite a penetração do veneno. A espécie de medusa, por sua vez, é predadora de diversos tipos de peixes e camarões.

Durante a primavera, as vespas-do-mar também podem acabar nadando para águas doces, a procura de companheiros para reprodução. Lá, as medusas liberam seus espermatozoides e óvulos diretamente na água. Pouco depois da desova, os animais morrem.

Publicidade