Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Confira imagens do eclipse solar total no hemisfério norte

As Ilhas Faroe, no Atlântico Norte, e o arquipélago de Svalbard, na Noruega, são os únicos dois lugares onde o eclipse foi total

Por Da Redação
Atualizado em 5 jun 2024, 09h15 - Publicado em 20 mar 2015, 12h59

A madrugada desta quinta para sexta-feira teve um eclipse solar total. Infelizmente, o fenômeno não era visível em muitas partes do globo, como no continente americano, e as condições climáticas comprometeram sua observação.

As Ilhas Faroe, no Atlântico Norte, e o arquipélago de Svalbard, na Noruega, são os únicos dois lugares onde o eclipse foi total. Cerca de 20 000 visitantes viajaram para os dois arquipélagos para ver o eclipse. Nas Ilhas Faroe, porém, nuvens impediram que milhares de pessoas pudessem aproveitar a experiência.

Um eclipse solar acontece quando a Lua se alinha entre o Sol e a Terra. Nessa configuração, uma sombra lunar sobre a superfície da Terra obscurece o Sol. Durante um eclipse parcial, apenas parte do Sol é bloqueado.

Leia também:

Nasa registra primeira grande explosão solar do ano

Agência Espacial Europeia prepara sonda que deve se aproximar do Sol

O eclipse foi parcial em toda a Europa e em partes da Ásia e da África. O escritório de meteorologia britânico disse que 95% do Sol ficou encoberto nas ilhas Hebrides, Orkneys e Shetland e um pouco menos mais ao sul, em Glasgow e Edimburgo. Em Copenhague, o Sol ficou 85% encoberto, percentual que foi de 80% na Suécia. O tempo nublado, porém, impediu que o fenômeno fosse bem visualizado em grandes partes do continente.

O último eclipse total aconteceu em novembro de 2012 sobre a Austrália. O próximo acontecerá sobre a Indonésia em março de 2016.

Continua após a publicidade

O fenômeno desta sexta-feira coincidiu com o equinócio de primavera, quando o Sol passa do hemisfério sul ao hemisfério norte, e com a superlua, quando o satélite parece maior por estar no ponto de sua órbita que mais se aproxima da Terra. Essa diferença, porém, não foi muito visível por coincidir com o início da fase nova da Lua.

(Com Estadão Conteúdo e Agência France-Presse)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.